12 de agosto de 2020
Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

Notícias » Biografia

12/10/2008

Pr. João Pereira: saudades!

A trajetória de um homem respeitado


Pr. João Pereira com a família

?Calmo, humilde e honesto nas m?nimas coisas?. Assim foi Jo?o Alves Pereira, nascido no dia 13 de dezembro de 1920, na cidade de Marechal Deodoro, munic?pio litoral sul alagoano. Os adjetivos foram ditos pelos parentes de um dos pastores mais respeitados do Estado, aquele que andava ombro a ombro com o saudoso pastor Ant?nio R?go Barros, que foi presidente da Assembl?ia de Deus em Alagoas.

Jo?o Pereira era filho de Ant?nio Alves Pereira e Maria Jos? da Rosa. Recorda?es da inf?ncia dele s?o remotas, mas um fato marcou a trajet?ria deste homem de Deus: a convers?o a Cristo no ano de 1936, aos 16 anos de idade. Come?ava, ent?o, a jornada dele, sem m?cula, na terra. Ele foi o primeiro de sua casa a tomar a decis?o.

Os parentes relatam que na ?poca em que ele aceitou Jesus, Marechal Deodoro era dominada pelo catolicismo. Havia um l?der religioso que costumava atrapalhar os cultos, amea?ando os crentes com pedras e peda?os de madeira.

Um dia, Jo?o Pereira saiu escondido da m?e ? muito cat?lica ? para assistir ao culto na resid?ncia de uma senhora cujo esposo n?o era evang?lico ainda. De repente, o grupo de religiosos come?ou os insultos e as amea?as como forma de intimida??o. Por?m, o dono da casa, mesmo sem conhecer a Jesus, se mostrou firme e fez os chantagistas recuarem. ?Aqui voc?s n?o entram, pois, se assim fizerem, v?o ser queimados com fogo do c?u?, gritou o homem.

Por conta deste fato e tamb?m pela bela mensagem, em Jo?o 3, sobre Nicodemos, pregada neste dia, Jo?o Pereira, o dono da casa e muitos outros se renderam aos p?s do Senhor. A m?e dele veio a aceitar Jesus em outra ocasi?o.

Pouco tempo depois que ele servia a Deus, foi separado para porteiro. Serviu com alegria e chegou ao diaconato, logo ap?s ao presbit?rio (serviu em Penedo) e quando tinha apenas 33 anos foi consagrado a evangelista. Mas algo ainda lhe faltava: o casamento.

Foi ent?o que o pastor presidente da ?poca decidiu ajud?-lo a encontrar a futura esposa dele. Jo?o Pereira j? havia comentado que estava observando e apresentado a Deus uma jovem de Rio Largo que viu uma ?nica vez quando esteve visitando a congrega??o. O pedido de casamento, em nome dele, foi feito pelo pastor R?go Barros. Ela disse que iria orar e depois daria a resposta.

Pouco tempo depois, os dois estavam unidos. A cerim?nia aconteceu no dia 20 de mar?o de 1954. O detalhe ? que eles se viram apenas tr?s vezes antes do casamento. A escolhida de Jo?o Pereira tratava-se de Adalgisa Lopes Pereira, com quem teve nove filhos (Joaz Alves Pereira, Alda Alves Pereira, B?tia Alves Pereira, Silza Alves Pereira (in memoriam), Asenate Alves Pereira, Mizia Pereira Cavalcante, Efa Alves Pereira, Jetro Alves Pereira e Boaz Alves Pereira). Dos filhos sa?ram 13 netos e mais cinco bisnetos.

A fam?lia recorda que um dia Jo?o Pereira caiu de uma cadeira e, pela queda, ficou desmaiado por um longo tempo. Desesperada, a esposa chamou uns irm?os da igreja e quando intercederam a sa?de dele foi restabelecida.

No mesmo dia do casamento foi consagrado a pastor e transferido para S?o Miguel dos Campos. Na cidade, adquiriu um terreno e ergueu o templo-sede da Assembl?ia de Deus. A fam?lia recorda que as dificuldades foram grandes, mas a provid?ncia de Deus foi maior.

Em 1962, chegou ao campo de Maragogi, onde se tornou um l?der respeitado, inclusive pelas autoridades judici?rias. Em todas as elei?es, era convocado pelo juiz da comarca para fiscalizar a contagem dos votos. Um dia, precisou tomar uma decis?o dif?cil numa resid?ncia em que estava como h?spede. O juiz teria determinado que o filho de um casal deveria ficar com o pai, mas a m?e estava inconformada.

Muito s?bio e na dire??o de Deus, Jo?o Pereira tocou no ombro da mulher e sussurrou em seu ouvido: ?Entregue o menino para o pai, pois essa foi a determina??o do juiz?. A sugest?o do pastor foi acatada pela fam?lia e a contenda foi encerrada naquele momento.

Quando deixou Maragogi, foi para S?o Jos? da Laje (1968 a 1972), de onde foi transferido para o ?ltimo campo dele, Atalaia (1978 a 1980). Nesta d?cada, foi jubilado e veio morar em Macei?.

LI??ES

Jo?o Pereira faleceu no dia 21 de junho de 2008. Ele lutava contra um c?ncer e seus ?rg?os vitais pararam. Mas a lembran?a e o legado nunca ser?o esquecidos. Daquele homem honesto que chegou a devolver na padaria um p?o que veio a mais quando comprou; daquele pai presente, correto, que sempre ensinava baseado na B?blia; que gostava de orar de joelhos no quarto e meditar na Palavra; que se preocupava em falar bem o portugu?s; que gostava de andar sempre cheiroso...

Daquele que tinha a obra do Esp?rito Santo como forma de vida; gostava de ver os templos arrumados, limpos; por onde passava deixava uma reforma; que costumava andar muito a p?... Enfim, os exemplos s?o muitos.

?A maior li??o que ele nos deixou foi que n?o devemos buscar riquezas para essa vida, porque o nosso tesouro est? guardado na eternidade de Deus. L? ? a nossa p?tria. Para os filhos, netos e bisnetos, papai pediu para sempre andarem na verdade, que ? Jesus?, resume Mizia Cavalcante, uma das filhas.



Thiago Gomes
Galeria de Fotos
  • Pr. João Pereira: saudades!
  • Pr. João Pereira: saudades!
  • Pr. João Pereira: saudades!
  • Pr. João Pereira: saudades!

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria

Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Templo Sede
Av. Moreira e Silva, nº 406, Farol

 

Horário de Cultos

Aos Domingos 09:00h - Escola Dominical

Aos Domingos 18:30h - Culto Evangelístico

As Terças-feiras 18:30h - Culto de Doutrina

As Sextas-feiras 18:30 - Culto de Oracão

Facebook Twitter Siga-nos nas Redes Sociais