Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

AD Alagoas / Lições Bíblicas

06/07/2024

LIÇÃO 1 - DUAS IMPORTANTES MULHERES NA HISTÓRIA DE UM POVO

Comentário da Lição Bíblica para o fim de semana com o Pr. Jairo Teixeira Rodrigues


INTRODUÇÃO:

Começando mais um trimestre. Vamos aprender com Duas mulheres que colocaram suas vidas a DISPOSIÇÃO de Deus. 

1-RUTE - Visto tratar-se de uma forma contraída, alguns estudiosos preferem não identificar seu sentido, mas outros pensam em «companheira». Na LXX, Routh. Seria uma palavra

 moabita, pois nenhuma raiz hebraica pode ser, convincentemente, identificada. Ela foi mulher moabita, bisavó do rei Davi. Uma família judaica migrara de Belém para Moabe, a fim de escapar da fome que se agravava. O chefe da família, Elimeleque, não demorou a falecer, como também os dois filhos homens, Malom (que se casou com Rute), e Quiliom, que se casara com outra jovem moabita, Orfa. Desses casamentos, não houve filhos. As três viúvas, sogra e noras, ficaram juntas. Quando Noemi, a sogra, resolveu voltar à sua terra, insistiu com suas noras viúvas que retornassem cada uma à casa de sua mãe. Orfa terminou cedendo, mas Rute estava resolvida a acompanhar sua sogra aonde quer que ela fosse, dizendo:«... o teu povo é meu povo, o teu Deus é meu Deus» (Rute 1:16).

2-ESTER - A importância da rainha Ester vê-se, não somente no fato de ela salvar o seu povo da destruição, mas também por conseguir para esse povo, segurança e respeito num país estrangeiro (cf. 8.17; 10.3). Esse ato providencial tornou possível o cargo de Neemias na corte do rei, por décadas seguidas, e sua escolha para reconstruir os muros de Jerusalém. Se Ester e os judeus (inclusive Neemias) tivessem perecido na Pérsia, o remanescente em crise em Jerusalém talvez nunca tivesse reconstruído a sua cidade. O resultado da história judaica pós-exílica certamente teria sido outro muito diferente. Como Deus usou essas mulheres pode usar você também. Deus só espera nossa DISPOSIÇÃO.

I - RUTE, SUA ORIGEM E PROPÓSITO.

1. Uma estrangeira.

Rute era moabita. Existem 39 livros no velho testamento, entre eles existem livros da lei, poéticos, proféticos e históricos. Entre os históricos existe um livro localizado entre o livro de Juízes e I Samuel, chamado Rute escrito 900 a.c, o livro conta a historia sobre uma bela jovem de Moabe.

Havia uma maldição de DEUS sobre os Moabitas dizendo que até a 10a geração não poderiam fazer parte da congregação de DEUS. (Dt 23.3-6; Ne 13.2).

A pergunta é: Será que Rute não era já da 11a geração de Moabitas ou posteriores? Ela faz parte da genealogia de JESUS. (Deuteronômio 23...2 Nenhum filho bastardo, nascido de união ilícita, fará parte da congregação do Eterno; e seus descendentes também não poderão entrar na assembleia do SENHOR até a décima geração. 3 Nenhum amonita ou moabita, até a décima geração, fará parte do povo de Deus, o SENHOR. Eles deverão permanecer de fora, 4 pois não foram ao vosso encontro com pão e água quando caminháveis após a saída do Egito, e porque subornaram Balaão, filho de Beor, para vir de Petor em Aram Naharáim, Mesopotâmia, com o propósito de proferir maldição contra o teu povo).

-NA VERDADE, AI SE MANIFESTA A GRAÇA DE DEUS. HISTÓRIA DA GRAÇA. E Salmom gerou a Boaz, e Boaz gerou a Obede, E Obede gerou a Jessé, e Jessé gerou a Davi. (Rute 4:21,22) - "Salmom foi pai de Boaz, e a mãe de Boaz foi Raabe. Boaz foi pai de Obede, e a mãe de Obede foi Rute. Obede foi pai de Jessé," - Mateus 1:5 - Dai veio o rei Davi e daí nasceu JESUS, o salvador. Isso mesmo. JESUS é descendente de Raabe e de Rute. Duas mulheres não israelitas. A mãe de JESUS, Maria, é descendente de Arão, o sumo sacerdote. José, pai adotivo de JESUS, é descendente direto do rei Davi. Uma prostituta, uma moabita, uma mãe da família sacerdotal e um pai da família real. Resumindo tudo isso numa palavra - GRAÇA.

2. Como Rute vinculou-se a uma família israelita.

Elimeleque era um judeu que saiu da sua terra "Belém de Judá" e foi para a terra de Moabe em busca de sobrevivência, pois esta terra estava na fome, ele era casado com Noemi e tinha dois filhos Malom e Quilom, estes por sua vez se casaram com moabitas, Orfa mulher de Quilom, e Rute esposa de Malom.

3. Em direção à terra de Judá.

Passaram anos e Noemi ficou viúva e logo depois suas noras ficaram também. A viúva de Elimeleque vendo que não restava lhe mais nada naquela terra resolveu voltar para Belém de Judá e assim despedindo-se de suas queridas noras, elas até queriam ir com ela, mas ja estava resolvido Noemi precisava voltar sozinha ate que Orfa se despediu dela e voltou para a casa dos pais.

II - O CUIDADO DE NOEMI E O CARÁTER DE RUTE.

1. Um amor sincero e profundo.

Rute como amava muito sua sogra não quis deixá-la e Noemi não queria ser um tropeço na vida de Rute mas depois de muita insistência Rute acabou indo com Noemi para Israel.

2. O caráter amoroso de Rute.

a) Um caráter amoroso e confiante.

Rute amou sua sogra e resolveu não deixá-la só. confiava no DEUS de sua sogra e acreditava que poderia ajudar sua sogra a não passar por dificuldades de alimentação. Na verdade, Rute desejava trabalhar na colheita de trigo para sustentar sua sogra quando chegassem a Belém. Rute era uma pessoa em quem sua sogra podia confiar.

b) Um caráter fortalecido na fé em DEUS.

O caráter de Rute foi mudado devido a seu contato com Noemi. Aprendeu a ter fé em DEUS e esperar por um futuro melhor. |Em meio a tantos problemas e sofrimentos acreditou que tudo daria certo dali para frente.

c) Um caráter decidido e firme.

-Havia decisão de trabalhar, de vencer as lutas, de se casar, de ter filhos, de ajudar sua sogra, de ser aceita por DEUS. A fé dá firmeza e certeza na provisão de DEUS.

III - COMO RUTE ENTROU NA GENEALOGIA DE JESUS

Mulheres na Genealogia de JESUS - Tamar (Mt 1,3); Raabe e Rute (Mt 1,5); a mulher de Urias, o heteu, Bate-Seba (Mt 1,6); e Maria (Mt 1,16). Portanto temos 5 mulheres e entre elas algumas eram de origem estrangeira. Tamar era Cananeia, Raabe era de Jericó e Rute de Moabe. Bate-Seba/ Betsabéia era a mulher de Urias, um homem heteu.

1. Rute chega a Belém.

Chegando em Belém as coisas não estavam muito boas pois Noemi não possuía mais nada e para isto Rute foi rabiscar espigas, ou seja, como era na lei tudo que caia das mãos de uma pessoa, a mesma não podia pegar de novo, então quando os colhedores de espigas deixavam cair, as espiga ficavam no chão, então quem não tinha nada para comer ficava sempre atrás para pegar as espigas caídas, porque isto era lei, e Rute foi uma pessoa assim para poder alimentar sua sogra. Não sabendo Rute ela estava nos campos de Boaz o parente mais próximo depois de um homem que a bíblia não menciona.

Boaz achou Rute muito bela quando a viu pela primeira vez, tanto é que pediu aos colhedores que deixassem cair de propósito as espigas para que ela pegasse mais, depois ele a convidou para comer juntamente com os outros.

Quando Rute voltou do campo e foi para a sua casa, ela contou tudo para Noemi, que na mesma hora viu que Boaz era o parente mais próximo. Conforme era a lei quando uma mulher ficasse viúva ela era dada ao parente mais próximo do falecido para perpetuação da semente, Noemi entendo os desígnios de Deus, orientou a Rute que quando Boaz fosse se deitar ela iria deitar aos pés dele.

E foi assim, acabando a colheita, Boaz foi se deitar depois de comer e beber, Rute depois de ter se lavado e se vestido, desceu ate onde Boaz estava descobriu os pés dele e se deitou. Quando deu meia-noite Boaz se assustou, pois quem era mulher que estava aos pés dele? A nora de Rute lhe contou toda sua história e que também ele era o parente mais próximo de Malom, o homem entendeu tudo e lhe disse que iria fazer de tudo para se casar com ela, mas tinha um detalhe existia outro remidor ele era o parente bem mais próximo do que Boaz então este homem tinha mais direitos do que ele, mas Boaz prometeu a Rute que iria fazer com este homem desistisse dela para que Boaz se casasse com a nora de Noemi.

Chegando, pois a manhã seguinte Boaz correu mais do que depressa para a cidade e sentou em alguma porta, quando o remidor iria passando em frente, ele o chamou e também convocou dez anciãos da cidade para tratar aquele negócio.

2. Rute atrai a atenção de Boaz.

-RUTE PERGUNTA A BOAZ: Por que achei graça em teus olhos, para que faças caso de mim, sendo eu uma estrangeira? (Rute 2:10). 

-BOAZ RESPONDE A RUTE: Bem se me contou quanto fizeste à tua sogra, depois da morte de teu marido; e deixaste a teu pai e a tua mãe, e a terra onde nasceste, e vieste para um povo que antes não conheceste.

-O Senhor retribua o teu feito; e te seja concedido pleno galardão da parte do Senhor Deus de Israel, sob cujas asas te vieste abrigar. Rute 2:11,12

-Devemos chamar a atenção das pessoas para nós por nossas boas obras como crentes que somos. Amar as pessoas ́ ́e nosso dever e nossa obrigação.

3. Rute casa com Boaz.

-Boaz contou para o remidor toda a história e que ele também teria que tomar Rute como esposa, o remidor desistiu da herança de Elimeleque e descalçou os seus sapatos e deu para Boaz como fato de desistência daquele negócio. E assim Boaz teve o direito legítimo de se casar com ela.

Rute foi muito abençoada pois além de ter se casado com um homem justo também teve um filho chamado Obede que é avô do Rei Davi.

-Rute e sua sogra Noemi protagonizaram uma história de DEVOÇÃO, SOFRIMENTO e GENEROSIDADE. Esta história apresenta exemplos de mulheres que concretizaram em seus afazeres o amor sacrificial e cumpre a lei de Deus que é "amor”, na benevolência divina estas vidas são abençoadas e passam a ser uma benção de geração em geração.

-(RUTE 4.3-8 )– O procedimento de Boaz e Rute não estaria em desacordo com a lei do levirato?

PROBLEMA: Deuteronômio 25.5-10 delineia o que é conhecido como a lei do levirato. Se um homem morria e deixava sua esposa sem filhos, o irmão daquele homem era moralmente obrigado a casar-se com a mulher de seu irmão e gerar filhos no nome de seu irmão falecido. Essa prática assegurava que o nome de quem morria sem gerar filhos não ficaria sem descendência. Entretanto, Boaz não era irmão de quem tinha sido marido de Rute, e que falecera. Assim, o procedimento deles não estaria em desacordo com a lei do levirato?

SOLUÇÃO: Embora tenha sido um caso um pouco mais complicado, o procedimento de Boaz, Noemi e Rute certamente não estava em desacordo com o que a lei do levirato estabelecia. O primeiro propósito do casamento pelo levirato era perpetuar a linha familiar daquele que morreu. Alguns fatores indicam que no tempo de Boaz e Rute já eram comuns alguns acréscimos ao que a lei do levirato originalmente estabelecera. Primeiro, se não havia um irmão vivo na família, então a obrigação do casamento ficava com o parente do sexo masculino mais próximo do falecido.

No caso em questão, havia um parente mais próximo do que Boaz da família de Noemi. Entretanto, quando ele não aceitou o convite, Boaz tornou-se o homem com grau de parentesco mais próximo, enquadrando-se na condição de ser aquele que legalmente teria de cumprir aquela obrigação moral.

Segundo, junto com a responsabilidade de gerar filhos no nome do falecido, havia ainda a responsabilidade de resgatar qualquer propriedade que pertencia ao que morrera e que tivesse sido vendida ou confiscada (Lv 25.25). Como o parente mais próximo não estava em condições de assumir tal responsabilidade (Rt 4.6), ele declinou desse direito e dessa responsabilidade de resgatar Noemi e casar-se com Rute, passando tais obrigações a Boaz. Nada há no resgate de Noemi nem no casamento de Boaz com Rute que esteja em desacordo com a lei do levirato.

-Extraído do livro MANUAL POPULAR de Dúvidas, Enigmas e “Contradições” da Bíblia. Norman Geisler – Thomas Howe.

-De viúva moabita, sem filhos e passando fome, Rute passa a ser casada com o homem mais importante de Belém. Passa a ser rica. Passa as ser reconhecida como povo de DEUS. Passa a ser mãe de um ascendente do rei Davi, passa a ser ascendente de JESUS.

-Aprendemos com Rute que pode haver verdadeira amizade e amor para com nosso semelhante, em especial por uma sogra. Em meio às adversidades nasce a fé em DEUS. (Enquanto estava em Moabe Rute não manifestou sua fé, mas ao perder tudo e entrar numa terra estranha, sua fé brotou como uma fonte de água). Rute é uma lutadora confiante num futuro melhor. Rute acredita que ainda poderá ter uma família.

Rute vê as circunstâncias e acontecimentos guiados por DEUS. Rute não temia seu passado, seu futuro estava à sua frente para ser conquistado.

Rute era uma moabita que se vinculou a uma família israelita e veio a fazer parte da linhagem do Messias. O cuidado de Rute para com Noemi revelou o seu caráter fiel e bondoso. Rute, pela graça divina, veio fazer parte da linhagem do Messias.

-Belém - בית לחםBeyth Lechem Belém = “casa do pão (alimento)”

1) uma cidade em Judá, cidade natal de Davi

(Strong Português) Elimeleque - אלימלך’Eliymelek Elimeleque = “meu Deus é rei”

1) marido de Noemi

(Strong Português) נעמיNo Ìomiy

Noemi = “minha delícia”

1) esposa de Elimeleque, mãe de Malom e Quiliom, e sogra de Rute e Orfa.

-(Strong Português) מחלוןMachlown Malom = “doente”

1) filho de Elimeleque com Noemi e primeiro marido de Rute

(Strong Português) כליוןKilyown. Quiliom = “desfalecimento”

1) um efraimita e filho de Elimeleque com Noemi, o marido falecido de Rute (ou talvez o marido falecido de Orfa)

(Strong Português) ערפהÌOrpah. Orfa = “gazela”

1) uma mulher moabita, esposa de Quiliom, o filho de Noemi e concunhada de Rute.

(Strong Português) רותRuwth. Rute = “amizade”

1) nora de Noemi, esposa de Boaz, e avó de Davi

Rute em hebraico: vistosa, beleza, amiga, Companheira.

IV - DUAS MULHERES DISPOSTAS A FAZEREM A DIFERENÇA.

-Pessoas comuns são alvos de Deus para sua glória. Ao ser incluída na árvore genealógica do Messias, Rute passou também a ser uma figura no Antigo Testamento, que aponta para o valor universal da obra redentora de Jesus Cristo. Revelando a verdade que a participação no reino vindouro de Deus é determinada não por sangue ou nascimento, mas, por ajustarmos a vida à vontade do Senhor mediante a obediência que vem pela fé (Rm 1.5). O menino foi motivo de grande alegria para família e vizinhos, em especial sua avó Noemi (Rt 4.14-16). O nome “Obede” significa “servo”. Obede foi o pai de Jessé, avô de Davi, e ancestral do Senhor Jesus (Rt 4.17,21,22; 1Cr 2.12; Mt 1.5; Lc 3.32). Sim, Deus pode transformar histórias de tragédias em histórias que glorificam seu Santo Nome.

-Podemos ser instrumentos de Deus para livramento de seu povo. 

- ESTER tomou conhecimento do decreto que estava assinado pelo rei, se dispôs a ir à presença do rei, mesmo sem ser chamada; o que significa dizer que ela pôs a sua própria vida em risco. Ela se vestiu com trajes reais, e se pôs no pátio interior da casa do rei. Vendo o rei à rainha Ester, estendeu para ela o cetro de ouro, que tinha na sua mão. Quando ela foi recebida pelo monarca, convidou-o para um banquete e denunciou o plano diabólico de Hamã (Et 7.1-6). Deus a usou poderosamente em suas mãos, Como quer usar todos aqueles que se colocarem a sua DISPOSIÇÃO.

CONCLUSÃO: 

-DEUS continua usando mulheres para cumprir seus propósitos. Algumas se tornam conhecidas e tem seus nomes registrados na história, como Rute e Ester. Outras, como a mulher de Noé, vivem a vida toda no anonimato (Gn 6.10,18; 7.7,13; 8.15,16), mas nem por isso deixam de ser importantes. 

O que seria do patriarca sem uma companheira fiel ao seu lado enquanto cumpria a missão divina que recebera? 

No Reino de DEUS, seja homem, seja mulher, o que importa não é o quanto a pessoa aparece, pois o Senhor olha para o coração (1 Sm 16.7). QUE DEUS POSSA USAR A CADA UM, QUE SE COLOCA A DISPOSIÇÃO DO REINO DE DEUS.



O conteúdo e as opiniões expressas são de inteira responsabilidade de seu autor.

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria

Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Templo Sede
Av. Moreira e Silva, nº 406, Farol

 

Horário de Cultos

Aos Domingos 09:00h - Escola Dominical

Aos Domingos 18:30h - Culto Evangelístico

As Terças-feiras 18:30h - Culto de Doutrina

As Quarta-feiras 10:00h as 17hs - Círculo de Oração

As Sextas-feiras 18:30h - Culto de Oração

Facebook Twitter Instagram Siga-nos nas Redes Sociais
Utilizamos cookies para coletar dados e melhorar sua experiência, personalizando conteúdos e customizando a publicidade de nossos serviços confira nossa política de privacidade.