Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

AD Alagoas / Lições Bíblicas

16/07/2022

Lição 3 - A Sutileza da Imoralidade Sexual

Comentário da lição bíblica para o fim de semana com Pr. Jairo Teixeira Rodrigues


Texto: 1 Co 6:15-20

INTRODUÇÃO: Temos como objetivo o processo de distorção da moralidade sexual que a sociedade atual está atingindo a Igreja. Ver que desde a Revolução Sexual desde 1968, (“É proibido proibir”); isso tem banalizado o sexo pré-nupcial. Extra conjugal. E normalizado o homossexualismo. Indo de encontro ao padrão bíblico.

Palavra-chave: imoralidade; “caráter ou qualidade do que é imoral."

·  Conduta ou comportamento que não se pauta pela moralidade; cinismo, dissolução.

·  Prática de maus costumes; depravação, libertinagem. "foi afastado por suspeita de i."

·  Ato ou dito imoral (mais us. no pl.)."deleitar-se com imoralidades".

I - A QUEBRA DE UM TABU.

A relação entre pessoas solteiras, o relacionamento extraconjugal e a homossexualidade passam a ser vistas com naturalidade.

A Revolução Sexual trouxe um novo paradigma para para a sexualidade moderna.

Os cristãos conservadores entendem que a reprovação da prática homossexual se dá por conta de esta ser contrária à ordem natural da criação, conforme registrada na Bíblia.

O próximo passo se Deus não se intervir, será negar-nos a liberdade religiosa, e isso já começou.

Exemplo: Eu tive um professor na faculdade, que chamou todos os pastores de homofóbicos e os cristãos retrógados e alienados…

A luz da Bíblia todo comportamento extra bíblico é pecado e precisamos estar atentos porque vivemos em uma sociedade que tenta banalizar os princípios judaicos cristãos. (1 Coríntios 6:15-20; Romanos 1:26-28).

II - DISTORÇÕES COGNITIVAS NAS PARAFILIAS:

Além da prática da fornicação, prostituição, homossexualismo, lesbianismo e outras práticas antibiblicas, que distorcem o propósito de Deus, ainda temos as parafilias.

As parafilias: são transtornos do comportamento sexual caracterizado por padrões de fantasias e práticas sexuais particulares, em certas condições muito lesivas ao próprio indivíduo e a terceiros, podendo envolver apenas a fantasia, a masturbação e ou atividade sexual com um parceiro (DALGARRONDO, 2008).

Como vemos a própria ciência, detecta que esses comportamentos causam lesões, problemas físicos e emocionais aos indivíduos e terceiros. Porque não acrescentar os problemas espirituais, para frear a banalização de nossos dias (Rom 1:27).

Exemplo: Quantos milhões de aidéticos no mundo moderno.

A história da compreensão das parafilias sempre esteve misturada com entendimento moral, mesmo na ciência, ou usando-a para não facilitar modificações de comportamento das pessoas que desejem efetuar estas mudanças.

A partir da abordagem comportamental cognitiva, podemos depreender mecanismos de pensamento distorsivo que, ao serem reconhecidos, podemos ver que essas práticas abrem as portas para essas mudanças prejudiciais.

Exemplos de parafilias:

Os dois manuais mais usados de diagnóstico das doenças mentais (DSM-V e CID-10) enumeram como parafilias:

Exibicionismo: o foco de desejo sexual consiste em surpreender alguém com a exposição dos seus órgãos genitais ou ainda em praticar atos sexuais com a intenção de que outras pessoas vejam;

Voyeurismo: aqui, o que provoca excitação é observar alguém que não sabe que está a ser observado quando esta está num momento de intimidade, envolvida em práticas sexuais ou em situação de nudez;

Fetichismo: nesta parafilia, verifica-se a utilização de objetos inanimados para obtenção de excitação sexual, tais como: sapatos ou cintos de ligas, entre outros;

Pedofilia: consiste no desejo sexual por crianças pré-púberes;

Masoquismo sexual: nesta pedofilia, o prazer sexual advém de se ser humilhado/a, espancado/a, amarrado/a ou ser sujeito/a a qualquer outra forma de sofrimento;

Sadismo sexual: por outro lado, no sadismo sexual, o prazer advém de causar dor ou humilhação na outra pessoa;

Transvestismo fetichista: consiste em obter prazer sexual através do uso de roupas e adereços do sexo oposto;

Frotteurismo: neste caso, a pessoa obtém prazer sexual ao tocar ou roçar partes do corpo em outra pessoa que não deu o seu consentimento para o efeito; 

Amor platônico: é qualquer tipo de relação afetuosa (idealizada apenas), em que na maioria das vezes, não há a realização de uma relação amorosa, por diferentes motivos.

Outras parafilias não especificadas: existem inúmeras parafilias documentadas, tais como: a zoofilia (desejo por animais), necrofilia (mortos), coprofilia (fezes), urofilia (urina), entre muitíssimas outras.

O Ap. Paulo disse que Deus os entregou a paixões infames. São comportamentos não só anormais como contrários a Palavra de Deus (Rom 1:26).

III - O PADRÃO BIBICO PARA A SEXUALIDADE:

O sexo deve ser visto como complementação e satisfação na vida do casal.

A sexualidade é vista a luz da Bíblia como meio de procriação, por isso a igreja ver como um ataque os novos modelos de casamento (Gn 1:27,28).

O modelo bíblico de casamento caliz da Bíblia é heterossexual, monogâmico e indissolúvel (Mateus 19:5; Pv 5:18,19).

IV - ATITUDES PARA VENCER A IMORALIDADE SEXUAL

Mesmo sendo salvo em Cristo Jesus, o crente tem uma luta diária contra a carne com todos os seus desejos pervertidos: “Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito luta contra a carne, porque são opostos entre si, para que vocês não façam o que querem” (Gl 5.17 – NAA). Por isso, a palavra de Deus traz recomendações, que Devemos nos encher da Palavra de Deus.

-É imprescindível a leitura, a meditação e o viver das verdades bíblicas, pois somente com uma vida cheia da palavra de Deus é que poderemos vencer o pecado (Sl 119.9-11).

-A Bíblia traz diversas recomendações sobre a importância das Escrituras em nossas vidas. É por meio dala que vivemos (Lc 4.4); é nas páginas da Bíblia que encontramos o alimento para as nossas almas (Mt 4.4; Jr 15.16; 1Pd 2.2).

-É importante salientar que a palavra de Deus é o manual do crente (Tm 2.15; 3.16). Pois, Ela nos ensina como devemos amar, temer e obedecer a Deus (Dt 17.18,19; Ec 12.13; Lc 10.27); como devemos amar ao próximo (Mc 12.33; Lc 10.27-37); bem como nos ensina a viver neste mundo (Mt 5.13-16; 1Co 10.32). Por isso, devemos ler a Bíblia para ser sábio; crer na Bíblia para ser salvo e praticar a Bíblia para ser santo (1Tm 4.16; 2Tm 3.15).

CONCLUSÃO:

Por isso Nesta lição aprendemos que a imoralidade sexual é resultante do pecado que afetou toda humanidade, e como consequência tornou-se uma distorção do verdadeiro propósito estabelecido por Deus para o sexo. E para vencermos as concupiscências da carne, devemos se encher do Espírito, e se encher da palavra de Deus (Gl 5:16; Cl 3:15). Amém.



O conteúdo e as opiniões expressas são de inteira responsabilidade de seu autor.

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria

Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Templo Sede
Av. Moreira e Silva, nº 406, Farol

 

Horário de Cultos

Aos Domingos 09:00h - Escola Dominical

Aos Domingos 18:30h - Culto Evangelístico

As Terças-feiras 18:30h - Culto de Doutrina

As Quarta-feiras 10:00h as 17hs - Círculo de Oração

As Sextas-feiras 18:30h - Culto de Oração

Facebook Twitter Siga-nos nas Redes Sociais