Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

AD Alagoas / Lições Bíblicas

12/03/2022

Lição 11- LUCAS - ATOS: O MODELO PENTECOSTAL PARA HOJE

Comentário da lição bíblica para o fim de semana com Pr. Jairo Teixeira Rodrigues


ATOS 2.4

INTRODUÇÃO

Nesta lição, temos como propósito destacar que a ação do Espírito Santo na vida de Jesus em Lucas e da igreja em Atos com a finalidade de capacitá -la para a proclamação do Evangelho em continuidade ao ministério de Jesus. Veremos que esse modo de viver serve de modelo para a igreja dos dias atuais. Assim como no início da igreja, os crentes atuais precisam buscar 0 Batismo no Espírito Santo com o revestimento de poder do Alto para realizar a obra de Deus e alcançar uma vida cristã vitoriosa.

I – O ESPIRITO SANTO NO MINISTÉRIO DE CRISTO

1.  Lucas é o único autor sagrado do NT e das demais Escrituras que não foi judeu. Isso testifica do fato que, em “Cristo, [...] não pode haver grego nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, escravo, livre; porém Cristo é tudo e em todos” (Cl 3.11).

 Embora grego, o que se depreende da facilidade com que redigia no melhor coiné (língua grega comum) da época, não foi desprezado de modo algum pela comunidade cristã, a qual, quando Lucas surgiu em cena, já havia aprendido a jamais traçar fronteiras raciais entre os seguidores do Senhor Jesus (TOGNINI, 2020, p. 10).  Se Marcos foi o porta-voz de Pedro, pode-se aceitar que Lucas foi o porta-voz de Paulo, de quem foi companheiro e cooperador em muitos momentos da vida. Disso Lucas dá testemunho nas chamadas seções nós de Atos (At 16.10-17; 20.5-15; 21-1-18; 27.1; 28.16).  

2. A atuação do Espirito Santo no evangelho segundo Lucas.

Ele atua como precursor de Jesus (Lc 1.15).

Ele atua na concepção de Jesus (Lc 1.35).

Atua também em Isabel e Zacarias (Lc 1.41-42, 67).

Ele desce sobre Jesus no batismo (Lc 3.22).

Ele guia Jesus até o deserto para ser tentado pelo Diabo (Lc 4.1).

Ele capacita Jesus em Seu ministério (Lc 4.14; 5.17).  

Ele é o dom de Deus aos Seus filhos (Lc 11.13). 

Ele é exultado por Jesus quando os 70 voltam contando o sucesso da missão (Lc 10.21).  

Ele é o objeto da profecia bíblica (Is 61.1-2; Lc 4.16-21).

 Ele é quem concede poder às pessoas (Lc 24.49).

3. A atuação do Espirito Santo no livro de Atos.

  “O Propósito do Batismo no Espírito Santo”

Em adição ao poder para servir, através do qual o indivíduo se torna canal de testemunho para o mundo, o batismo no Espírito transforma-se na entrada para um tipo de adoração que abençoa os santos reunidos de Deus.  

O batismo é a porta de entrada dos vários ministérios espirituais, chamados dons do Espírito. Visto que tais dons visam a edificação da igreja local […].   

Os que se converteram foram batizados em águas e no Espírito Santo, no dia de Pentecostes. Mostraram novas evidências da obra do Espírito em suas vidas, conforme Atos 2.42,46,47: ‘E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão e nas orações. E, perseverando unânime em todos os dias no templo e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor aqueles que se haviam de salvar ’.  

Temos aqui a descrição de uma obra contínua do Espírito, que aprofundou a experiência dos crentes e seu amor a Deus e à sua Palavra, uns pelos outros e pelos perdidos. […]   

Assim também o batismo no Espírito Santo é apenas uma porta para uma relação crescente entre Ele mesmo o e os crentes. Essa relação leva a um a vida de serviço, onde os dons do Espírito provém poder e sabedoria para divulgação do evangelho e o crescimento da Igreja, com o evidenciado pela sua rápida propagação em muitas áreas do mundo atual” (HORTON, Stanley M; MENZIES, William W. Doutrinas Bíblicas: Os Fundamentos da Fé Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 1995, pp.105,106).

Atos 2.17-21 fala do derramamento do Espírito Santo como cumprimento da promessa de Deus sobre os últimos dias.

Os versículos 38-40 apresentam o ponto em que o perdão dos pecados e o Espírito estão disponíveis para os que respondem ao chamado de Deus. [Línguas como evidência do Batismo no Espírito Santo]

“Dos quatro casos no livro de Atos em que Lucas descreve a vinda inicial do Espírito, três citam explicitamente a glossolalia como resultado imediato (At 2.4; 10.46; 19.6) e outro (8.14-19) a deixa implícita. […] Lucas considerava as línguas como sinal do recebimento do dom pentecostal. Lucas apresenta as línguas como evidência da vinda do Espírito. No dia de Pentecostes, Pedro declara que as línguas dos discípulos serviram de sinal. As línguas estabeleceram o fato de que eles, os discípulos de Jesus, eram profetas do fim dos tempos, sobre os quais Joel profetizou.  

As línguas também marcaram a chegada dos últimos dias (At 2.17-21) e serviram para estabelecer o fato de que Jesus ressuscitara e é o Senhor (At 2.33- 36).  

Em Atos 10 .44-48 , ‘falar em línguas’ é mais uma vez ‘retratado como evidência positiva e suficiente para convencer os companheiros de Pedro’ de que o Espírito fora derramado sobre os gentios.

Em Atos 19.6, línguas e profecia são citadas como resultado imediato da vinda do Espírito, a evidência incontestável da resposta afirmativa à pergunta de Paulo feita no início da narrativa: ‘Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes?’ É interessante observar que Lucas não toma parte na angústia de muitos cristãos hoje em dia sobre a possibilidade de falsas línguas. Lucas não oferece orientações para discernir se as línguas são verdadeiras ou falsas, de Deus ou de outra fonte. Pelo contrário, Lucas presume que a comunidade cristã conhecerá e experimentará o que for necessário e bom” (MENZIES, Robert P. Pentecostes: Essa História é a nossa História. Rio de Janeiro: CPAD, 2017, pp.74.-75).   

II – O ESPÍIRTO SANTO NA BÍBLIA E OS CESSACIONISAS

1 Foi o cumprimento da promessa. profetizado por Joel (Jl 2.28,32a); Isaías (Is 44.3); João Batista (Mt 3.11) e Jesus (At 1.4,5). Também chamado de batismo no Espírito Santo, conforme João Batista, “É um revestimento e derramamento do poder do Alto, com a evidência física inicial de línguas estranhas, conforme o Espírito Santo concede pela instrumentalidade do Senhor Jesus, para o ingresso do crente numa vida de mais profunda adoração e eficiente serviço para Deus (Lc 24.49; At 1:8; 10.46; 1Co 14. 15,26)” (GILBERTO, 2006, p. 57).

2 O que significa glossolalia.  

Do grego “glóssa” que significa: “língua”; e da expressão “laló” apontando para “falar”.  

É o falar em outras línguas, é um sinal da parte de Deus para evidenciar o Batismo com o Espírito Santo (At 2.4; 10.45-46; 19.6

Esse padrão bíblico continua o mesmo para os dias atuais. Por sua vez a expressão “glossolalia” é um fenômeno ligado a atuação do Espírito Santo, em que o crente se expressa em uma língua por ele desconhecida (At 2.4; 1Co 14.14-15) e tida por ele como de origem divina. Essas falas são geralmente caracterizadas pela repetição da cadeia sonora, sem um significado sistemático e, ainda, com raras unidades linguísticas previsíveis.   

O evangelista, historiador e médico Lucas nos conta que quando os 120 discípulos de Cristo reunido no cenáculo, dentre eles os apóstolos e Maria, mãe de Jesus, juntamente com os irmãos do Senhor (At 1.13,14), começaram a falar em outras línguas após a efusão do Espírito, as pessoas em volta, que assistiam à cena, ficaram surpresas e perplexas (At 2.12), com a maioria pensando que aqueles judeus no cenáculo estavam alcoolizados, bêbados (At 2.13,15).

3. Teoria cessacionista.  

O verbo “cessar” significa literalmente: “fazer parar, dar fim, interromper” (HOUAISS, 2001, p. 682).  

Portanto a teoria “cessacionista” é a cosmovisão de alguns grupos cristãos defendem que os chamados dons do Espirito Santo apesar de terem sido de fundamental utilidade e importância nos primórdios da igreja, cessaram sua atividade ainda no período da igreja primitiva.  

A Bíblia não apoia este tipo de interpretação.

CONCLUSÃO

Aprendemos hoje através dos livros Lucas-Atos que o Espírito Santo continua atuando de forma poderosa na igreja, Ele quem convence o homem do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8-11), manifesta os dons espirituais e ministeriais no seio da Igreja (Ef 4.11; 1Co 12.6-11), e capacita das mais variadas formas os cristãos a desempenharem a obra de Deus.Converse com seus alunos sobre a experiência do Batismo no Espírito Santo. Reforce que o Espírito Santo habita o crente quando este aceita Jesus como Salvador. No entanto, o crente deve buscar o revestimento de poder para realizar a obra de Deus com afinco. Aproveite para ouvir as experiências daqueles que foram batizados no Espírito Santo.



O conteúdo e as opiniões expressas são de inteira responsabilidade de seu autor.

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria

Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Templo Sede
Av. Moreira e Silva, nº 406, Farol

 

Horário de Cultos

Aos Domingos 09:00h - Escola Dominical

Aos Domingos 18:30h - Culto Evangelístico

As Terças-feiras 18:30h - Culto de Doutrina

As Quarta-feiras 10:00h as 17hs - Círculo de Oração

As Sextas-feiras 18:30h - Culto de Oração

Facebook Twitter Siga-nos nas Redes Sociais