21 de novembro de 2017
Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

Notícias » Biografia

18/01/2009

Ev. José Aurélio: o sobrinho de um grande dicionarista do Brasil

Membro da igreja-sede, ele era parente de Aurélio Buarque de Hollanda


Ev. José Aurélio no dia de sua aposentadoria

O sobrinho de Aur?lio Buarque de Holanda Ferreira, um dos maiores dicionaristas do Brasil, tamb?m era de Alagoas e congregava na Assembl?ia de Deus no Farol, na Avenida Moreira e Silva, onde fica o templo-sede. O evangelista Jos? Aur?lio de Moraes Ferreira ? o pr?ximo personagem biogr?fico do portal AD Alagoas.

Ele nasceu no dia 12 de outubro de 1936, em Macei?, mais precisamente no bairro de Ponta Grossa. A casa onde residiam Ant?nio Buarque Cavalcante Ferreira e Nair Lins de Moraes Ferreira, pais dele, foi demolida e no terreno foi erguido o templo da Assembl?ia de Deus, que serve para a reuni?o dos crist?os at? hoje.

Poucos fatos da inf?ncia de Jos? Aur?lio foram lembrados pela fam?lia dele. H? recorda?es simpl?rias deste per?odo como alguns tra?os da personalidade dele que n?o foram modificados at? os dias contempor?neos. De acordo com os parentes, ele era bastante levado e animado, sempre brincalh?o com os que o rodeavam.

Jos? Aur?lio teve nove irm?os, mas apenas dois conseguiram sobreviver. As condi?es da fam?lia e problemas de sa?de dos rec?m-nascidos motivaram as mortes. Ele era o filho do meio e sustentou um bom relacionamento com o irm?o, Manoel Ermelindo.

Crescido sob os cuidados e preceitos b?blicos, o garoto aprendeu desde cedo a estar dentro da igreja adorando a Deus com a fam?lia. As lembran?as da fam?lia giram em torno da vida movimentada de Jos? Aur?lio. O pai dele era pastor do campo e como qualquer outro ministro do Evangelho passava per?odos em determinados munic?pios.

Sempre foi muito organizado e, por isso, conseguiu logo trabalhar. A Gazeta de Alagoas e um armaz?m em Macei? foram alguns dos empregos dele.

Na adolesc?ncia, quando morava na cidade metropolitana de Rio Largo, costumava ter dias inteiros de lazer no rio Munda?. A divers?o era completa com os amigos, mas lhe custou um pre?o alto. Pelos in?meros banhos que tomou, contraiu Schistosoma, uma parasitose grave respons?vel pela esquistossomose, mais conhecida por barriga d??gua.

O tratamento foi bem complicado e as crises eram constantes. Ele tinha, ? ?poca, 16 anos de idade. Nesta fase, ele estudava ? noite e trabalhava em tempo integral. O medicamento receitado por um profissional n?o foi bem aproveitado no organismo j? debilitado dele. Por conta disso, o m?dico o proibiu de estudar.

Depois de uma batalha contra o parasita, o jovem reestabeleceu a sa?de e conheceu a mulher da vida dele. Alda Moreira de Moraes Ferreira morava em Macei? enquanto Jos? Aur?lio residia em Penedo, mas trabalhava na capital. O tio dele havia lhe oferecido um emprego no Banco do Nordeste do Brasil (BNB). L? ele come?ou como office-boy e se aposentou, em 1988, na fun??o de caixa executivo.

O relacionamento do casal foi bem diferente dos padr?es atuais, conforme a pr?pria esposa relata. Ela conta que o pretendente vivia mais em Macei?, por?m passava semanas sem v?-la. ?Eu o aguardei at? o pedido de casamento?, disse Alda Ferreira. Ela tinha 17 anos quando o conheceu e apenas a sua m?e era crist?. O pai ainda resistiu ? uni?o.

A cerim?mia do casamento aconteceu no dia 28 de janeiro de 1958, em Macei?. A celebra??o foi feita pelo pastor Jos? Gomes na casa dos pais do noivo. O casal foi morar nas proximidades do Hospital dos Usineiros, no bairro do Farol. Vieram seis filhos: Ester, Ant?nio (falecido), Jos? Aur?lio J?nior, Raquel (falecida), Maria Lu?za e K?zia, dos quais nasceram nove netos.

Na obra do Senhor, serviu como auxiliar, di?cono (foi consagrado assim que casou), presb?tero e evangelista. Oficialmente n?o foi designado para um campo, no entanto, sempre trabalhou no servi?o do Mestre. A ocupa??o secular serviu de base para cuidar, durante anos, das finan?as da Assembl?ia de Deus em Alagoas. Conforme a fam?lia, nenhum fato aconteceu que viesse desaprovar o trabalho exercido por ele.

Como tamb?m sempre gostou de ajudar o mais pr?ximo, assumiu o campo da assist?ncia social da igreja. O of?cio consistia em visitar, colaborar e levantar aux?lio financeiro para os membros mais carentes.

O campo evangel?stico n?o foi esquecido por Jos? Aur?lio. Ele sempre arrumava um tempo para estar em uma obra de concentra??o, pregando o Evangelho. No Mercado da Produ??o, no centro de Macei?, funcionava um ponto de prega??o e l? estava o ministro, costumeiramente, entregando uma palavra da parte de Deus aos ?mpios.

A rela??o dele com o tio, o dicionarista Aur?lio Buarque de Holanda, era amig?vel. O autodidata nasceu em Passo de Camaragibe, em 1910, mas a fam?lia se mudou para a capital em 1923. Foi morar no Rio de Janeiro quinze anos ap?s. Quando visitava a terra-natal dava sempre uma ?passadinha? na casa dos familiares.

?Ele era uma pessoa muito simples e se dava muito bem com o meu esposo?, disse Alda Ferreira, explicando que todas as d?vidas em L?ngua Portuguesa eram tiradas com o dicionarista. ?Aur?lio Buarque corrigia tamb?m os nossos textos?, revela.

MORTE

O que parecia tranquilo virou pesadelo para a fam?lia. A doen?a que atacara Jos? Aur?lio Ferreira em sua adolesc?ncia voltou com toda for?a. Foram nove meses de batalha e de muitas crises. Ele chegou a se internar v?rias vezes para retirar l?quido da regi?o do abdome. As dores eram fort?ssimas e a idade n?o mais ajudava na recupera??o.

At? os 65 anos de idade, nenhum sinal da esquistossomose incomodava o evangelista, mas um dia as crises retornaram com uma intensidade maior, quase insuport?vel. Mesmo debilitado com o retorno da doen?a, ele sempre fazia quest?o de conservar o bom-humor e de excluir as murmura?es.

Em 24 de abril de 2003, na Santa Casa de Miseric?rdia de Macei?, ele veio a falecer. A fam?lia entendeu que o prop?sito de Deus era este e se conformou. ?Aprendi muito com ele, sempre deu exemplo de um bom servo de Deus e de excelente amigo, n?o somente da fam?lia, mas de todos?, descreve a vi?va.

Apesar do falecimento, a figura simp?tica do evangelista Jos? Aur?lio Ferreira permanece viva na mente dos obreiros de Alagoas e do povo de Deus em geral. A colabora??o sem medidas dele para a obra de Deus era algo singular.



THIAGO GOMES
Galeria de Fotos
  • Ev. José Aurélio: o sobrinho de um grande dicionarista do Brasil
  • Ev. José Aurélio: o sobrinho de um grande dicionarista do Brasil

Chat

Interaja com a comunidade do Portal AD Alagoas.

participe »

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria
Cadastro Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.
Facebook Twitter Siga-nos nas Redes Sociais