21 de novembro de 2017
Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

Notícias » Biografia

11/09/2016

A igreja e as mídias sociais

Utilização das mídias sociais pelas igrejas e como essas novas tecnologias podem contribuir para o Reino de Deus


Em Marcos 16.15 diz: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura” (Revista e Corrigida). É com esse versículo que inicio o assunto sobre a utilização das mídias sociais pelas igrejas e como essas novas tecnologias podem contribuir para o Reino de Deus. 

A maior missão da Igreja aqui na Terra é a proclamação do genuíno Evangelho de Jesus Cristo. Ele próprio (Cristo) utilizou os recursos que tinha ao seu alcance para que as boas novas chegassem ao maior número possível de pessoas.

Essa postura precisa continuar evidente nos dias atuais, pois a igreja pode utilizar os meios legais que existem para levar o Evangelho a todos. Além disso, a igreja está diante de duas realidades:

1.  A de comunicar-se com eficiência entre os seus membros e congregados;

2.  Com o novo contexto social, uma sociedade em que a maioria está presente nas mídias sociais. É fácil constatar o quanto somos uma sociedade em rede. Todos, ou, um grande número de indivíduos estão fortemente conectados às redes sociais. Essa nova configuração social alterou a construção dos relacionamentos. Muitos iniciam e desfazem suas vidas amorosas na/através das redes sociais. Outros utilizam desses recursos tecnológicos nas atividades profissionais e acadêmicas. Está presente nas mídias sociais não é privilégio de uma camada social mais elevada. Essas novas tecnologias atingiram todos os públicos, todas as camadas.

Assim, sobre essas questões, Robson Rocha e Rafael Paixão, membros da Assembleia de Deus e especialistas em comunicação, afirmam no livro Publicidade para igrejas (CPAD, 2009) que “A Igreja do Senhor tem se esforçado para cumpri-la, utilizando as mais variadas técnicas de divulgação para que os “de fora” tenham a oportunidade de conhecer o evangelho e os “de dentro” serem informados sobre as suas diversas atividades” (página 13).

Diante disso, compreendemos o importante papel que a comunicação tem para a Igreja do Senhor Jesus, pois é nesse contexto que as novas tecnologias, as mídias sociais, entram em evidência.

Isso porque, em primeiro lugar, a atual sociedade está inserida em um contexto predominado por avanços tecnológicos, em que as mídias sociais alteraram significativamente a dinâmica das relações sociais. Por isso, a igreja precisa estar atenta a essas mudanças e planejar uma comunicação eficiente para proclamar o evangelho nas mídias sociais.

Em segundo lugar, a igreja precisa compreender que seus membros e congregados estão presentes nas mídias sociais, portanto, a utilização dos recursos tecnológicos dinamiza a comunicação interna, facilitando as atividades que são realizadas em prol do Reino de Deus. E um terceiro ponto é oferecer um conteúdo saudável na Internet.

Infelizmente, são inúmeros os sites que levam um conteúdo pecaminoso para as pessoas, e muitos são os cristãos que entram por esse caminho. Com a presença da igreja nas mídias sociais, o cristão terá um conteúdo que proporcionará mais conhecimento e crescimento espiritual. Vale lembrar que não adianta a igreja apenas criticar o que há de ruim na Internet, é preciso oferecer na Internet um conteúdo diferenciado e com qualidade.

Dessa forma, para que a igreja alcance um bom desempenho nas mídias sociais, é necessário saber quem são as pessoas que irão receber as informações, pois assumindo o papel de comunicador, exige certos cuidados na construção da linguagem desenvolvida.

Além disso, é preciso tomar certos cuidados com os perigos que esse ambiente oferece, como por exemplo, o surgimento de polêmicas, ofensas, confusões e discursos de ódio entre outros. A igreja precisa também definir quais mídias sociais ela irá utilizar em seu processo de comunicação e quem irá atuar no gerenciamento dos perfis.

Assim, as mídias sociais serão como aliadas da Igreja no processo de evangelização e na melhoria da comunicação entre os fieis. Elis Amâncio, em seu livro Mídias Sociais na Igreja, afirma: “Trazendo isso para nossas equipes de Comunicação e lideranças, podemos produzir conteúdos mais assertivos: pregações, vídeos, textos, devocionais e artes direcionadas às reais necessidades das pessoas. O Brasil está em crise? Por que não destacar histórias bíblicas que falam sobre crise e superação e apresentá-la para as pessoas? Escreva um devocional sobre o tema, faça um vídeo, crie uma arte. Motive pessoas.” (página 35).

Compreende-se assim, que as mídias sociais podem e devem ser utilizadas de maneira que o Reino do Senhor Jesus seja levado por todo o mundo. A nova configuração social, ou seja, essa nova sociedade em rede, abre espaço para que a igreja possa proclamar o genuíno evangelho. Além disso, a igreja do Senhor ser beneficiada com essas novas mídias, e comunicar melhor com os membros que já estão nas redes.

Pretendo no próximo texto apresentar os passos iniciais da igreja nas mídias sociais, para que assim, a obra do Senhor continue a crescer na boa, perfeita e agradável vontade de Deus.


Referências

ROCHA, Robson; PAIXÃO, Rafael. Publicidade para igrejas. Rio de Janeiro: CPAD, 2009.

Amâncio, Elis. Mídias Sociais para Igrejas / Elis Amâncio. – Santa Luzia, 2016. 1ª edição: junho/2016.

As citações bíblicas foram extraídas da versão Almeida Revista e Corrigida. Casa Publicadora Paulista, 2015. 


Texto: Ricardo Santos

Chat

Interaja com a comunidade do Portal AD Alagoas.

participe »

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria
Cadastro Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.
Facebook Twitter Siga-nos nas Redes Sociais