21 de novembro de 2017
Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

Estudos Bíblicos

03/01/2011

Liturgia e Igreja

Estudo traz meios necessários para um bom desempenho nas atividades e liderança na igreja


Bíblia

O papel do L?der ou Coordenador Geral

O trabalho pretende fornecer-lhe os meios necess?rios para um bom desempenho no cotidiano, nas atividades e lideran?a na igreja. Para ter um bom sucesso, ? preciso se espelhar em algu?m que obt?m maior ?xito na administra??o. O maior L?der de todos os tempos ? imortal e permanente, foi o que arquitetou e criou todas as coisas, como: O Firmamento, a Lua, as Estrelas. Todas as cria?es representam DEUS, s?o infinitas. Sua perfei??o ? exata, podemos nos espelhar NELE sem errar. Observando os exageros que traz constrangimentos e diversas, fez com que realizasse este manual para auxiliar os atos lit?rgicos ao decorrer uma Reuni?o Evang?lica. Os que enfatizam uma boa coordena??o creio que ir?o gostar deste manoal.

O L?der ? o mentor, n?o pode ser est?tico, mas autentico, que deve representar tr?s caracter?sticas que s?o: Olho de ?guia, velocidade de um raio e a garra de um le?o. Isto ? vis?o global, remindo o tempo e ser forte nas tempestades que surgir?o. Ele n?o se deixa enrolar, mas pode enrolar para atingir seus objetivos. O L?der ele entra no tempo e acompanha o mesmo em suas estat?sticas e modernidades. Os pr?prios meios de comunica?es como a M?dia podem revelar o papel de um grande L?der. Na era da modernidade ele n?o fica no anonimato, temos exemplos deixados na b?blia de grandes vultos que marcaram a hist?ria do AT e NT. Hoje temos que fazer a diferen?a n?o s? com atitudes e gestos, mas com a prosperidade ao nosso lado.

As arrecada?es n?o s?o para satisfazer o nosso egoc?ntrico com luxurias, mas investir no ?Reino de Deus?, por que foi para Ele que fomos chamados. ? observado atrav?s dos meios de comunica?es como: Radio e TV os tais que investem na Obra do Senhor; n?o com curto espa?o de tempo por m?s e semana, mas 24: hs. Isto ?, dia e noite. E, esqueceram das vi?vas, e dos ?rf?os, que ser? medido e cobrado aquele dia do dono da Obra que ? o Senhor Jesus, que deu ?vida em nosso resgate. ?Devem Ler: Ec. 9: 10; Cl. 3: 23 ? 25; Tg. 1: 27?. ?jfas?.

O perfil de um L?der

Os l?deres e coordenadores s?o para comandar, chefiar, orientar, guiar, dar id?ias, liderar, arranjar, estudar o assunto, dar diretrizes, correntes de opini?es, representar grupos, planejar, organizar, controlar e executar. Nunca se deixa abater, tem for?a pr?pria. Tem que ter qualidades, intelig?ncia, vontade e dom?nio. A vis?o est? sempre no alto, n?o se intimida e n?o aceita a palavra derrota. Ele n?o espera oportunidades, mas cria; todo o triunfo nasce da luta. Cr? em si mesmo, luta, n?o se abate, ? positivo e sabe adaptar-se, tem coragem, presteza, a presen?a de esp?rito, tenacidade, vontade indom?vel e aceita a luta. O l?der revela as suas pr?prias faculdades, que leva a se destacar do grupo e assumir posi?es. ?O L?der Geral, ele ? o eixo, mas n?o ? o absoluto?. Temos exemplo de um piano, tem varias teclas, mas uma depende da outra.

A escolha de L?deres ou Coordenadores

Antes de qualquer decis?o ?tem que ser feito um rastreamento geral na pessoa escolhida para tal, evitando transtornos futuros. A pessoa tem que ser: integra, inrreprees?vel, boa reputa??o e ?ndole para assumir cargos elevados. Temos grandes exemplos na hist?ria da b?blia e nos dias atuais tudo serve, para exemplo. O Nepotismo e amizade, n?o deve haver, mas se algu?m tem um familiar que tenha chamada para tal, deve ser reconhecido primeiro por toda a congrega??o para evitar constrangimentos futuros; se algu?m contestar tem o apoio da maioria, antes deve haver aprova??o da igreja. Para escolha de um l?der, deve existir em primeiro lugar a integridade e qualifica??o e o reconhecimento da maioria dos demais. Os separados a lideres ou coordenadores n?o podem ser ?indolentes?, mas ativos. devem ter o m?nimo seis meses de adapta??o. Cabe ao l?der geral, tomar decis?o se deve permanecer no cargo em que foi empossado ou n?o. O L?der Geral deve ter no m?nimo uma reuni?o a cada trimestre ou mais se necess?rio com todos os seus liderados para por assuntos em pauta. As programa?es dos liderados devem ser transparentes perante o ?L?der Geral das Equipes?. Os Liderados devem ser obedientes aos seus superiores, acatar e honrar as determina?es. ?Devem Ler: ?x. 18: 14 ? 24; Hb. 13: 17; Ec. 9: 10; Cl. 3: 23 ? 25; II Tm. 2:15?.

A ?tica crist?

A ?tica em si ? dividida em tr?s partes distinta, que s?o: ? moral, amoral e imoral. A ?tica amoral ? a que falta moral ou que n?o tem senso dela; e o imoral ? contr?rio ? moral. ? imoralidade. A ?tica moral ? o conjunto de regras de conduta ou h?bitos julgados v?lidos, quer universalmente, quer para grupo ou pessoa determinada. Conjunto das nossas faculdades que s?o: ?morais, dignidade ? moralidade e hombridade?. Observamos que a ?tica amoral e a imoral andam juntas, s?o contr?ria a ?tica ? ?moral?. Exemplo: quando algu?m mata e rouba uma determinada pessoa, o r?u p?e dois ou mais advogados, e o mesmo ? absolvido e ganha a soltura. Toda a sociedade sabe que houve um erro, menos a justi?a. Este quadro chama-se amoral ou imoral, que ? o mesmo. Quanto o papel da Igreja Crist? j? ? ao contr?rio, ela trabalha na ?tica ? ?moral?, isto ? luta pelo bem, e uma causa justa. A b?blia diz que o diabo ? o pai da mentira e nunca se afirmou na verdade, e os tais que praticam a mentira n?o herdar?o o ?Reino dos C?us?. O que mente, engana e se diz crist?o ? mascara no meio do povo de DEUS; ? um candidato ao abismo por que est? servindo a dois senhores. A b?blia diz, que os lideres devem ser ?ntegros, de boa reputa??o em tudo para liderarem o templo do Senhor Jesus, que deu a vida em nosso resgate. Devem Ler: ?x. 18: 14 ? 24; Jo. 8:44; At. 5: 1 ? 11; Mt. 6: 24; Ap. 22: 14 ? 15 ?. (jfas)?.

Usos e costumes

Este item cabe somente ao ?L?der Geral adotar?. Porem com ordem e dec?ncia com base na b?blia sagrada, fora dela ? heresia e profana??o no templo do Senhor Jesus. O excesso de liberalismo j? ? uma profana??o, que comunh?o tem a luz com as trevas ou vice versa. Jo?o nos adverte: que n?o devemos amar o mundo, nem o que no mundo h?. Se algu?m ama o mundo, o amor do pai n?o est? nele. Sabemos que somos de Deus e que todo o mundo est? no maligno. N?o devemos nos maravilhar, se o mundo nos aborrece. E quem ama a seu irm?o j? venceu a morte. ?Devem Ler: Dt. 22: 5; ML. 3: 18; I jo. 2: 15; 3: 13-14?.

As vestimentas

Quanto ?s vestes, cabe aos liderados com apoio do l?der geral, abordar em reuni?o a forma em proceder. As vestes n?o devem ser exorbitantes, extravagantes, ex?ticas como vestidos e blusas que tem o nome de tomara que caia e cal?a fusou ? coisas muito at?picas. Evitar a profana??o dentro das igrejas como fazem as seitas her?ticas que dizem: a Deus interessa s? o cora??o e n?o as vestes. Como a b?blia v? tudo isso, primeiro ela diz: haver? uma diferen?a entre o justo e quem serve a Deus e quem n?o serve. Jo?o nos adverte: que n?o devemos amar o mundo, nem o que no mundo h?. Se algu?m ama o mundo, o amor do pai n?o est? nele. Sabemos que somos de Deus e que todo o mundo est? no maligno. Devem Ler: ?Dt. 22: 5; ML. 3:18; I jo. 2: 15; 3: 13-14?.

Programa de Radio, TV e o P?lpito

Trabalho este de prefer?ncia atrav?s de pessoas de bom desenvolvimento, no ler, no falar e dom?nio de v?s. N?o deve ser repetitivo no falar. O an?ncio dos dias e hor?rios de programa??o, bem como o nome da denomina??o ou entidade e que pertence, divulgar apenas o nome do 1? Presidente e, isentai os demais da dire??o. Esta divulga??o deve ser a ?presenteada apenas uma vez, pode ser no inicio ou final da programa??o?. O que excede ? falta de ?tica, causa constrangimento ao ouvinte. O que fomos, o que somos e o que havemos de ser, n?o ? a ess?ncia, a ess?ncia ? o fator principal que ? a palavra de DEUS. ? ela, que edifica. Como est? escrito: ?Conhecereis a verdade e a verdade v?s libertar?, que ? a palavra do Senhor Jesus; e como ouviremos se n?o h? quem pregue?. Portanto, o tempo ? da palavra de Deus, ela ?, o n?cleo e permanece para sempre. E n?o o egoc?ntrico do ser humano que ? como a erva do campo. ?Devem Ler: Jo. 8: 32; Rm. 10: 14b; I Pd. 1: 24?.

Como devemos citar nomes atrav?s dos meios de comunica?es

Na ?tica crist? ? inadmiss?vel expressar nomes de pessoas atrav?s de apelidos ou de outras maneiras que n?o sejam o nome correto da mesma. N?o ? padr?o ministerial, obreiro expressar no p?lpito, radio, TV e outros meios de comunica?es, expressando das seguintes maneiras: ?meu anjo, meu amor, minha flor, minha querida e vice versa?. Etc. O apostolo Paulo nos adverte: Portanto, vede prudentemente como andais, n?o como loucos, mas como s?bios, remindo o tempo, portanto os dias s?o maus. Pelo que n?o sejais insensatos, mas entenda qual seja ? vontade do Senhor?.Devem Ler: ML. 3: 18; Ef. 5: 15 ? 17 ?. (jfas).

As consagra?es ao Senhor

As consagra?es ao Senhor, conforme a ?tica crist?, devem ser: Cabe ao respons?vel do setor ou distrito, separar as equipes como os coordenadores dos departamentos e consagrar os mesmos para trabalhar em seu distrito ou setor; e cabe o coordenador escolherem o seu segundo. ? do coordenador em comum acordo com o L?der de seu setor ou distrito escolher os demais departamento de sua ?rea, e ap?s a escolha pedir para fazer uma ora??o por todos. Est? tarefa ? dos coordenadores com o L?der geral do seu distrito ou setor. Nas consagra?es de crian?as ao Senhor sempre devem chamar o obreiro mais velho para orar ao Senhor, pois tem amparo no ?VT e NT?. Nas consagra?es de capelas ou pontos de congrega?es a forma ? a mesma sempre pedir para o obreiro mais velho orar ao Senhor. Porem cabe ao L?der geral confirmar, eles tem autonomia para esta decis?o. ?Este obreiro, segundo a b?blia deve ser presb?tero que ? o bispo para fazer esta ora??o, de prefer?ncia integro e de boa reputa??o?. Ler: ?II Cro. 5: 2, 4; Lc. 2: 25 - 38?.

Coordenador de Miss?es

Miss?o ? institui??o para prega??o da f? crist?. Mandatos conferidos pela igreja a determinadas pessoas, cl?rigos ou leigos. Mission?rio aquele que ? enviado para pregar o evangelho em um determinado pa?s ou continente. O coordenador do departamento de miss?o designado deve ser autentico e de boa ?ndole, ter vis?o global na ?rea, n?o pode ser emp?rico e nem indolente. Nunca se deixa vulner?vel aos problemas que surgir?o, n?o pode ser arcaico, deve estar sempre atualizado. Que domine de 80 a 90% um idioma que n?o seja o dele, de prefer?ncia esp?ol ou ingl?s. Criar lideres, escola teol?gica de miss?o, e incluindo a l?ngua hisp?nica por que ? um idioma universal criada atrav?s da ?ONU?. Este b?sico lhe servir? de ancora de apoio. Em quatro Continentes h?, vinte e um pa?ses de l?ngua hisp?nica; e a l?ngua portuguesa e inglesa h? sete pa?ses. O coordenador deve realizar, dois eventos de grandes propor?es por ano, intercalados, pode ser um pr?-congresso e um congresso. Preletor de prefer?ncia de boa qualifica??o e conhecimentos de ?rea internacional. O mission?rio designado para um determinado pa?s, deve ter o m?nimo o b?sico do idioma desse determinado pa?s, e j? inclu?do a escola teol?gica para lhe servir de apoio na forma??o de uma boa ?incultura??o? no pa?s designado. Deve Ler: Ec. 9: 10; Co. 15: 57 58; Cl. 3: 23 ? 25; II Tm. 2: 15?.

Coordenador de Escola B?blica Dominical

O coordenador indicado ? de total responsabilidade por este departamento. Tem que ter no m?nimo o curso b?sico Teol?gico que lhe servir? de ancora de apoio, e um curso de semin?rio da ?rea. ? ele que escolhe o seu segundo coordenador como ? da mesma forma aos demais coordenadores, s?o eles que escolhem o seu segundo para lhe representar. A escolha dos professores e demais departamentos de sua ?rea devem passar por ele; e o mesmo ? quem faz a posse em conjunto do l?der do distrito ou setor. N?o cabe a outro tomar decis?es ? n?o ser estes dois. Pode haver indica??o, mas a decis?o ? do coordenador. ?O que passar disto ? desobedi?ncia, e j? passa ser rebeli?o. Devem Ler: I Sm. 15: 23; Hb. 13: 17; CL. 3: 23 ? 25; Nm 16: 1 ? 50?.

Coordenador de porteiros

O papel do coordenador dos porteiros: realizar reuni?es de acordo com as necessidades; por em ordem as irregularidades se houverem. Sempre que haver uma programa??o de eventos na sede, distritos ou congrega?es, o coordenador deve observar as escalas; e se for necess?rio fazer reuni?o com as equipes e se precisar fazer refor?o de escalas, distribuindo orienta?es ?s equipes como: portas, corredores, laterais e controlar os carros na frente da igreja. Observar quem ? membro da igreja ou visitantes pela primeira vez. O coordenador deve conhecer bem os seus liderados, n?o pode haver algu?m estranho na sua equipe, pois todos devem passar por ele.

Os liderados podem apresentar algu?m para sua equipe, porem tem que passar primeiro pelo coordenador. O convidado para fazer parte n?o pode estar com nada tramitando na justi?a, deve ter o perfil integro como os demais. O coordenador deve ouvir as equipes para um poss?vel aproveitamento dos servi?os se necess?ria. O procedimento dos porteiros, eles devem ser: ativos, vigilantes, atentos a tudo que se passa na sua ?rea. sobre sua responsabilidade; e que nada passe desapercebido, pois ele ? um guardi?o. Os porteiros devem ser alegres, carism?ticos, relevantes, paci?nciosos e n?o serem ?truculentos e nem esdr?xulos?. Ao termino da reuni?o se poss?vel cumprimentar os visitantes da primeira vez e dizer: ?Jesus te ama? e eu tamb?m, volte sempre. Devem Ler: ?I Sm. 15: 23; CL. 3: 23 ? 25?.

Coordenador de vendas

O coordenador de vendas deve ser: ativo, prudente e saber como est?o as equipes. Sempre que houver na programa??o um evento o coordenador deve realizar uma reuni?o com as equipes, para distribuir as metas e escalas; o coordenador tem que orientar bem a equipe, n?o pode haver estranho ou algu?m que n?o faz parte, tudo devem passar pelo respons?vel. Normas de procedimentos, que s?o: Proibido qualquer tipo de vendas na parte interna do Templo para n?o profanar a casa do Senhor Jesus, o que desobedecer ? maldi??o, n?o tem parte no reino de DEUS. ?I Sm. 15: 23; Mt. 21: 12 ? 13?. Local para vendas: parte externa do Templo e n?o interna. ?(jfas)?.

Coordenador de corais

O coordenador de corais n?o pode ser indolente, ter boa ?ndole e n?o ser emp?rico na ?rea que est? sobre sua responsabilidade. Al?m de todos os corais que existirem na sua ?rea; deve haver se poss?vel um coral de quatro vozes, e um o grande coral misto, estes para casos ?especiais? em eventos de congressos na sede principal. Os dirigentes de corais de distritos a escolha e posse s?o sobre a total lideran?a do coordenador geral dos corais. Quanto aos ensaios, deve haver no m?nimo um por semana e no geral um ensaio a cada quinze dias na sede principal. Em caso de eventos conforme a programa??o os hinos para ensaiarem devem ser conforme o ?titulo da mensagem que esta no cronograma?. Cabe ao coordenador observar as escalas. Os componentes que fazem parte dos corais todos devem passar pelo dirigente do distrito, para serem aprovados. Na sede s? o coordenador geral e os representantes de distritos tratam os assuntos, nos distritos com os representantes do coordenador geral. ?Quanto ?s vestes dos corais devem ser dentro da ?tica Crist? e n?o profana, para n?o escandalizar o Templo do Senhor Jesus?.Devem Ler: Dt. 22: 5; ML. 3: 18; Hb. 13: 7; I jo.2:15; 3: 13 ? 14?. (jfas).

Coordenador de m?sicas

O coordenador de m?sica n?o pode ser emp?rico, deve colocar algu?m desde de que conhe?a bem os tons das execu?es. Os ensaios devem ser nominimo uma vez por semana nos distritos; na sede a cada quinze dias ou de acordo com a necessidade, deve haver um com o coordenador geral. Os ensaios dos distritos devem sempre incluir os hinos da harpa crist?, corais e especiais. Solicitar cantores para participarem. Os hinos ensaiados durante a semana ser?o cantados durante ? mesma semana. Evitar hinos desconhecidos que n?o foram ensaiados para n?o causar constrangimentos. Deus gosta da ordem. ?Devem Ler: II Cro. 5: 13-14; Ec. 9: 10; Cl. 3: 23 ? 25?.

Coordenador do departamento social

Tem que ter experi?ncia, mas n?o pode ser emp?rico. Tem que ser e autentico, e n?o est?tico; n?o trabalhar s? ? necess?ria formar conselho fiscal composto de tr?s pessoas de boa ?ndole e integras; e formar equipes para angariar donativos. Este departamento deve ter ?controle de entradas e sa?das?; cadastros de pessoas que h?o de receber os donativos para n?o sofrer constrangimentos posteriores. Que seja ponder?vel com a tens?o e voltada como parte priorit?ria ?s vi?vas, os ?rf?os e aos pobres necessitados. Tem amparo na b?blia no ?AT / NT?. ? ?x. 22: 22; ?x. 22: 25; Sl. 112: 9; At. 6: 1- 4 ;Gl. 2: 10;Tg. 1:27; 2: 14+18?.

O iniciar da Reuni?o Lit?rgica

O escalado para dar o inicio de uma reuni?o lit?rgica deve fazer um mini cronograma de prefer?ncia baseado por este manual. E seguir o cronograma para todas as apresenta?es, do inicio at? o fim da reuni?o. O primeiro passo do inicio da reuni?o ? com uma leitura da b?blia sagrada deve ser curta para remir o tempo, ap?s uma ora??o bem animada, dar o prosseguimento com ?xito. Para aproveitar bem os obreiros que estiverem presentes, ?repartir as tarefas? e n?o repetir o mesmo. N?o devemos ser muito at?picos. Na falta de ?tica ou incompet?ncia muitas das vezes dizemos: Deus mandou fazer assim tal coisa, isto ? mediocrece de nossa parte e n?o de DEUS. Deus ? bem ao contr?rio. Ele ensina que nos devemos andar diligentemente e remindo o tempo, e n?o andarmos como n?scios que quer dizer sem ju?zo. ?Devem Ler: Ef. 5: 15 ? 17?.

An?ncios das demais programa?es

Os an?ncios que forem anunciados para semana seguinte ou do corrente m?s devem ser de prefer?ncia r?pido, remindo o tempo em tudo para evitar atrasos nas demais apresenta?es. O escalado para coordenar, n?o pode ser muito lento e nem repetitivo de palavras; quando chamar algu?m para uma determinada tarefa n?o falar em p?blico o tempo de prefer?ncia fora dos aparelhos de som. Quando for falar no microfone deve observar de ter uma certa dist?ncia, isto ? n?o muito longe e nem muito perto do microfone. Para n?o perder o bom senso de prefer?ncia dar an?ncios atrav?s de uma pessoa bem desenvolvida, no ler e falar. Ler: ?Ex. 12: 11?. (jfas).

Louvores da harpa crist?

Ap?s o item ? cima, deve ser cantados no m?nimo dois hinos da harpa crist?. O hino de prefer?ncia de acordo com a mensagem que est? com o pregador ou atrav?s do tema que dever? estar no painel de an?ncios. O que for cantar os hinos deve estar sabendo antes atrav?s de escala e acertado com os m?sicos a tonalidade, para evitar transtornos. E como h?. Os hinos da harpa devem ser de prefer?ncia cantados por um m?sico ou cantor e n?o por pessoa que n?o conhece. Amisade e parentestico n?o edificam a casa do Senhor, o que edifica ? um cora??o puro e um esp?rito reto, este sim agrada ao Senhor. Devem Ler: SL. 51: 10 17; Hb. 13: 7?. ?jfas?

Apresenta??o dos visitantes

Ap?s o item ? cima, deve ser feita a apresenta??o dos visitantes. As listas, com os nomes dos visitantes devem ser enviadas atrav?s do coordenador dos porteiros. Este deve indicar algu?m para esta tarefa de prefer?ncia uma pessoa bem ?gil que trabalhe em conjunto com os porteiros porque h? visitantes que ?s vezes entram pelas portas das laterais. Cabe aos porteiros observar essa ?rea. ?Quando citar o nome e a pessoa n?o estiver presente para saudar nunca diga a palavra:? [amem, aleluia gloria Deus, como ? de costume], isto causa constrangimento aos visitantes, ? falta de ?tica. Devemos dizer: ?n?o est? presente, pode ter havido um atraso, ? o correto?. O preletor ? melhor sempre deixar para ser apresentado por ?ltimo. E, imediato os m?sicos e cantores entoar um louvor de bem-vindos. E, j? partir para os louvores, enquanto um canta j? deixam outros sobre aviso para remir o tempo. Deve Ler: ?Ex. 12: 11; Sl. Ef. 5: 15 ? 17?.

Pregador ou preletor

Para pregar em congressos, festas, datas comemorativas o convidado para ser o preletor deve ser conhecido pelo l?der geral ou boa recomenda?es atrav?s de outras pessoas. Se o convidado para ser o preletor for uma m?quina, isto ?, tem conhecimentos e mensagem, o tempo m?nimo deve ser de 60 mn. Deve ter liberdade total, ap?s assumir o p?lpito. Se o pregador tem alguns costumes ou sistemas fora de ?tica crist?, que n?o venha cair na gra?a da igreja, o l?der que for convidar j? deve ter conhecimento antes. Se poss?vel fizer reuni?o antes com os representantes dos departamentos. N?o tomar decis?es isoladas para evitar constrangimentos. O L?der geral se poss?vel no dia seguinte fazer reuni?o com todos os representantes dos departamentos que foram envolvidos no evento para um poss?vel acerto geral e formular um agradecimento a todos para que fiquem incentivos. ?Ler: I Cor. 15: 57 - 58; Col. 3: 23 - 24; II Tm. 2: 15?.

Coordenador da juventude

Prefer?ncia jovem casado, desenvolvido e de boa ?ndole. Este deve criar equipes de jovens; para que formar equipes? Estas equipes devem ser formadas de acordo com as necessidades em casos de eventos. Em festividades colocar dois casais de jovens na entrada da porta da frente com blocos de notas para tomar os nomes dos visitantes. E passar para uma outra jovem que deve ficar em uma mesa na entrada da porta da frente, e passando a limpo os blocos para depois que come?ar a reuni?o passar ao dirigente para serem feitas as apresenta?es. Observa??o: sempre que come?arem a cantar os hinos da harpa de imediato um jovem deve levar a rela??o ? frente. Trabalho este deve ser feito atrav?s de jovens desenvolvidos e que tenham boa caligrafia no passar a limpo para evitar erros na apresenta??o. O coordenador dos jovens deve anotar todas as ocorr?ncias chamativas para poss?vel apresenta??o na pr?xima reuni?o geral; e uma equipe de jovem para anotar os nomes e endere?o das pessoas que aceitarem a Cristo na hora do convite, para passarem ? ?equipe de visitas?. Devem Ler: ?Ec. 9: 10; I Co. 15: 57 ? 58; CL. 3: 23 ? 25?.

Os testemunhos

As pessoas que forem chamadas para dar testemunhos devem ser ouvidas antes, e orientadas antes de dar o testemunho ao p?blico para evitar constrangimentos. O testemunho deve ser abreviado e r?pido devido ao hor?rio. Se poss?vel marcar para um dia especial, maneira de voltar, principalmente se for visitantes da primeira vez.

Agradecimentos

Trabalho este deve ser feito atrav?s do ?L?der geral ou quem ele indicar?. Com poucas palavras, r?pido remindo o tempo devido ao hor?rio e n?o fadigar as pessoas que dever?o honrar seus compromissos no dia seguinte. O agradecimento deve ser no plural e n?o no singular aos que trabalharam atrav?s das equipes, para n?o causar transtornos. No singular somente aos convidados como o pregador, cantores, conjuntos, e autoridades, etc. (jfas).

Encerramento final das atividades

Trabalho este deve ser feito atrav?s do ?L?der geral ou quem ele indicar?. Tudo deve ocorrer pacificamente da melhor forma e remindo o tempo para evitar fadiga ao povo que j? devem estar cansados. E, encerrar com ora??o apost?lica.

Microfones e Sons

O coordenador do departamento de m?sica tem a total responsabilidade de monitorar est? ?rea. O mesmo deve encarregar ou responsabilizar algu?m de sua equipe para controlar e equalizar o som, sabendo que h? limite na altura. N?o levantar o som, acima do normal como muitos pregadores gostam, h? pregadores que guase n?o precisam de som devido a sua voz que j? ? alta demais. Observa??o: nunca esquecer que ap?s as 22: hs. O som deve ser desligado ou zerado a responsabilidade ? total do coordenador. Para passar das 22hs. S? com autoriza??o da policia ou da prefeitura, pois ? proibido. Se passar disso ? desobedi?ncia e pecado. Ler: I Sm. 15: 23; Hb. 13: 17?. ?(jfas)?.

Conclus?o

O L?der deve manter estas cacter?sticas: organiza??o, vis?o global, est?mulo, humildade, administra??o, conhecimentos, insist?ncia, compet?ncia, consci?ncia e motiva??o.



Ev. Jos? Fernandes Alves dos Santos
Assembleia de Deus de Canoas-RS

Chat

Interaja com a comunidade do Portal AD Alagoas.

participe »

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria
Cadastro Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.
Facebook Twitter Siga-nos nas Redes Sociais