22 de junho de 2018
Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

Artigos

Pr. Napoleão de Castro
Pastor da Assembleia de Deus em Paulo Jacinto, Casado com Jeane Castro e pai de Elner Castro. Bacharel em Teologia pela Faculdade de Filosofia e Teologia de Alagoas (FAFITEAL), membro da Convenção de Ministros de Alagoas (COMADAL), pregador e professor de diversas matérias bíblicas.
13/11/2017

O Fruto do Espírito


O processo natural de semeadura, frutificação e colheita alcança uma grande importância na Bíblia, sendo mencionado em um sem-número de textos. Assim como a semente faz brotar a planta, o Espírito faz nascer em nós a consciência do pecado e a necessidade de arrependimento (Jo 16.8-11; Mt 3.8). Do mesmo modo que a planta se nutre e cresce, o crente busca uma vida espiritual de progresso diante de Deus. (Os 6.3; Fp 3.13,14-16).

Nos dicionários, a palavra frutificar ganha contornos de dinamismo, multiplicação. Aquele ou aquilo que frutifica está cumprindo o que se espera dele, gerando bem-estar para si e para os outros. No plano Divino para a igreja, frutificar é algo bem mais amplo e necessário. Para o crente, produzir fruto é sinônimo de vida cristã autêntica, de serviço e de contribuição para o crescimento do reino de Deus na terra. Frutos é o que o Senhor requer de nós hoje.


A PALAVRA FRUTO NA BÍBLIA (ETIMOLOGIA)

1. Hebraico: Peri, Gn 1.11,12.

2. Hebraico: Eb, Ct 6.20; Dn 4.12.

3. Hebraico: Yebul, Ag 1.10.

4. Hebraico: Meleah, Dt 22.9.

5. Hebraico: Nib: Is 57.19; Mq 1.12.

6. Grego: Genema, Mt 26.29; Mc 14.25.

7. Grego: Opora, Ap 18.14.


OCORRÊNCIAS

242 Vezes em toda a Bíblia. Maior ocorrência no Antigo Testamento: Gênesis, Levítico, Deuteronômio, Provérbios, Isaías, Jeremias, Ezequiel. Maior ocorrência Novo Testamento: Mateus, Lucas e João.


ACEPÇÕES

1. Uso natural, Lc 12.17.

2. Uso específico, o fruto do Espírito, Gl 5.22.

3. Uso metafórico (ou espiritual).

Expressão visível de um poder invisível operando no coração do crente, Mt 7.16; Jo 15.2-8; T 3.18.

Resultado do ministério do Evangelho, Jo 4.36.; Rm 1.13.

Serviço espiritual de confissão e louvor, Hb 3.15.


COMO PRODUZIR FRUTOS, Jo 15,1-4.

Permanecendo na videira, Jo 15.1. Videira verdadeira. Existem videiras falsas. Como se dava com os apóstatas provenientes do Judaísmo dos dias de Cristo. Israel fora descrita como uma videira de vida (Jr 2.21), mas ao rejeitar o Messias, perdera esse privilégio.

Cristo é a fonte absoluta da vida para os homens (Jo 14.6). A escolha da videira, como representação da vida eterna, que é prerrogativa e doação do Messias, é particularmente eficaz, pelas seguintes razões: Porque a videira é um organismo vivo, que supre vida a outros organismos vivos. Assim também sucede no caso de Cristo, que vive, mas também outorga vida a outros, segundo vemos explicado em passagens como João 3.16;5.26 e6.57.Porque o Messias figurava na literatura judaica como uma videira ou ramo, e portanto, como um organismo vivo que proporciona vida a outros, os quais dessa maneira, tornam-se outros tantos organismos vivos.

Cristo, como videira, é um símbolo excelente porque havia uma gigantesca videira de ouro, que ficava próxima ao portão principal do templo, da qual pendiam cachos de uvas, como ornamentação. Essa videira era tão grande como a estrutura de um homem. Ora, isso serve de símbolo da frutificação espiritual, da vida e da prosperidade do crente, reconhecendo que Jesus é a concretização desse princípio, e não um simples símbolo.

A frutificação é resultado da vida de Cristo, a videira, fluindo por meio do ramo da vida do crente. Jesus disse: “Sem mim, literalmente separados de mim, nada podeis fazer”. Portanto o ramo deve permanecer na videira verdadeira.


ANALISANDO O FRUTO NATURAL

1. Os frutos naturais pertencem à obra da criação, Gn 1.29.

2. Primeira menção, Gn 1.11,12.

3. Elementos básicos de uma árvore: Raiz, caule, folhas, flores e frutos.

4. O fruto depende das raízes. As raízes principais são: Principal e secundária.

5. Pra produzir, a árvore necessita de: Iluminação, significado espiritual: Pessoa de Cristo.

6. Alimentação, significado espiritual: Palavra de Deus.

7. Água, significado espiritual: Espírito Santo.

8. O fruto depende do lugar onde a árvore é plantada, Sl 1.3.

9. Se não houver fruto, não haverá semente, Gn 1.11. Portanto o fruto existe 3 deve ser cultivado.


O FRUTO ESPIRITUAL (OU METAFÓRICO)

Lei universal: A árvore boa não produz fruto mau.

Existem quatro degraus na produção de frutos espirituais:

1. Nenhum fruto, Jo 15.2.

2. Algum fruto, Jo 15.2.

3. Mais fruto, Jo 15.2.

4. Muito fruto, Jo 15.5-8,

Somente Deus torna o homem frutífero, Gn 28.3. Há grande diferença para Deus entre o homem frutífero e o infrutífero, Jo 15.2; Lc 13.9. O fruto é a parte visível de um caráter invisível. José, exemplo do homem frutífero, Gn 49.22. Um ramo frutífero junto à fonte. Seus ramos correm sobre o muro.

Quem produz fruto geralmente é: Sofredor (Mt 5.11), Perseguido (I Pe 4.13,14); porem é Fortalecido (Cl 1.11; Sl 27). Para produzir fruto é necessário permanecer em Cristo (Jo 15.4).


QUAIS OS FRUTOS QUE DEVEMOS PRODUZIR?

1. O fruto das boas obras, Mt 7.16-20;

2. O fruto da comunhão, Mt 26.29;

3. O fruto da oração I Co 14.14;

4. O fruto da justiça, 2 Co 9,10;

5. O fruto da luz, Ef 5.9;

6. O fruto pacífico, Hb 12.11;

7. O fruto dos lábios Hb 13.15;

8. O fruto precioso, Tg 5.7;

9. O fruto da vida eterna, Ap 22.2.


O FRUTO DO ESPÍRITO É O AMOR, Gl 5.22.

Gálatas menciona oito características do fruto do Espírito. Todas outras virtudes mencionadas não passam de facetas do amor. Quando o Espírito de Deus entra na vida de alguém, ele invariavelmente irradia seu amor nesse coração.

1. A alegria é o amor exultando.

2. A paz é o amor em repouso.

3. A longanimidade é o amor que não se cansa.

4. A benignidade é o amor que suporta.

5. A bondade é o amor em ação.

6. A fé é o amor no campo de batalha.

7. A mansidão é o amor sob disciplina.

8. O domínio próprio é o amor sendo treinado.

A vontade do divino Mestre, nosso Senhor, é que cada crente seja como árvore frutífera, produzindo “o seu fruto na estação própria” Sl 1.3. Ele disse: “Eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto. E o vosso fruto permaneça” Jo 15.16. Só poderemos ter uma vida abundante se descobrirmos o valor de “Cristo em nós” e a atuação de Seu Santo espírito em nosso viver.


Pr. Napoleão de Castro


OBRAS CONSULTADAS

Paracletologia. Autor: A. P. Vasconcelos. CPAD. 1957. Enciclopédia temática da Bíblia. Shed Publicação. 2008.

Novo Testamento interpretado. Editora Hagnos.

Novo Testamento: Trilíngüe. Editora Vida Nova.

Estudos na Bíblia Hebraica- Exercícios de Exegese. Editora Vida Nova. Betty Bacon.

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria
Cadastro Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.
Facebook Twitter Siga-nos nas Redes Sociais