18 de novembro de 2018
Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

Artigos

Pr. Aldo Ferreira de Souza
Pastor e Missionário no Campo Missionário em Honduras, Bacharel em Teologia pela Faculdade de Filosofia e Teologia de Alagoas (FAFITEAL), membro da Convenção de Ministro de Alagoas (COMADAL), Graduação e Pós-graduação em Segurança Pública, Curso de Espanhol ( FITES), Curso de Missões na Escola de Missões das Assembleias de Deus (EMAD), Curso de Antropologia Missionária e Fundamentos Apostólicos da Obra Missionária (FATEM).
23/06/2018

Choque Cultural

Confira todas as publicações na seção Artigos


Introdução.

Hoje simplesmente eu posso falar de Choque Cultural, pois, os sete primeiros meses de experiência que passamos aqui na obra missionária em Honduras – Centro América, foi muito difícil. Tudo praticamente diferente do nosso país - Brasil. A cultura, usos e costumes, alimentação, clima, fusos horários e principalmente o idioma. Mais graças ao nosso bondoso Deus superamos o choque cultural.

O segredo para se adaptar ao estilo de vida é saber como cada cultura satisfaz suas necessidades básicas. Cada cultura tem um estilo de vida.

“Ao amanhecer, viu que era Lia. Por isso, disse Jacó a Labão: Que é isso que me fizeste. Não te servi eu por amor a Raquel. Por que, pois, me enganaste.

Respondeu Labão: Não se faz assim em nossa terra, dar-se a mais nova antes da primogênita”. (Gn.29.25.26).

I – Quanto ao Metabolismo.

Todos os seres humanos tem a necessidade de comer para viver. A ingestão de carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e água é essencial para sobreviver. Embora essa necessidade esteja presente em todas as culturas, a maneira de satisfazê-la é diferente. Ou seja, a comida em cada cultura varia. Sua variação depende de muitos fatores, dentro deles a área geográfica, a disponibilidade local, as culturas autóctones, a época do ano, os costumes, a classe social e os preceitos religiosos.

Uma dieta diferente das do nosso país de origem pode ser o início do estágio de choque cultural chamado rejeição. Tudo tem um gosto ruim ou pelo menos estranho ou com muito ou pouco sabor. Nós amamos muitos pratos típicos do nosso país. Além disso, quando vamos ao mercado comprar comida, percebemos que frutas e legumes tem um nome diferente. Mesmo a compra se tornam difíceis, por isso precisamos estar preparados.

II - Quanto ao Conforto Corporal.

Isso inclui roupas, moradia e tudo que nos protege do meio ambiente e nos dá algum conforto em nossas vidas diárias. A maneira de se vestir é uma das coisas mais públicas que existem na cultura. Cada cultura se veste de maneira diferente. O clima influencia muito a nossa maneira de se vestir. Há culturas que se vestem com menos ou com mais vergonha do que a nossa. Temos que nos vestir apropriadamente em nossa cultura.

O outro aspecto importante é viver. Do custo à arquitetura, tudo varia de cultura para cultura. Por exemplo, em Honduras, as casas não tem uma cobertura ou um porão, mas não falta uma cisterna e quanto maior melhor. Assim, cada sociedade adaptou suas casas aos materiais disponíveis, custos, clima, superlotação e outros fatores.

III – Quanto a Segurança.

Segurança é a minha área, portanto, segurança refere-se à proteção contra danos. O perigo pode vir de qualquer parte ou lugar. Cada cultura desenvolveu o caminho para se defender dos riscos mais comuns. Alguns exemplos práticos, seguro de vida, de carro, instituições de segurança pública, requisitos de trânsitos, portas com chaves duplas, alarmes de segurança, câmaras, censor de presença, albergues especiais, tudo e muito mais está incluído neste requisito básico. O clima pode ser perigoso em algumas áreas. No Japão são terremotos, nos EUA são os tornados, etc.

IV – Quanto ao Movimento.

A atividade é necessária para todos os seres vivos. Todas as culturas precisam de movimento, seja para fins recreativos, religioso ou produtivos. Isso inclui danças africanas e esportes ocidentais extremos. Cada nação tem seu esporte favorito. Cada país tem uma infraestrutura de movimento.

V - Quanto ao Crescimento.

Algo presente em todas as culturas é a ênfase nos diferentes estágios de maturação física, emocional, mental e social de seus membros. Um exemplo é obter uma carteira de motorista, na maioridade, ou atingir a idade de quinze anos no caso de jovens. Isso marca, de certa forma, a maturidade das pessoas.

VI – Por Último a Saúde.

Toda cultura tem remédios, receitas, dietas, maneiras de lidar com os maus mais comuns. Em certas culturas é normal ir a um ginásio em outros não é. Esta necessidade básica inclui as instituições e o sistema de saúde existente no país.

Desfrute do multiculturalismo e se entenda melhor entre culturas. É importante enfatizar que esses passos são dados na nova cultura. É difícil realizá-las antes de cruzar a fronteira e entrar no novo ambiente. Mas é necessário saber que essa é uma boa maneira de encarar o choque cultural.


Missionário Aldo Ferreira de Souza

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria
Cadastro Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.
Facebook Twitter Siga-nos nas Redes Sociais