15 de setembro de 2019
Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

AD Alagoas / Lições Bíblicas

31/08/2019

LIÇÃO Nº 9 – A MORDOMIA DO TRABALHO

Comentário da Lição Bíblica para o fim de semana com Pr. Jairo Teixeira Rodrigues


Texto: 2 Tessalonicenses 3.6-13

Introdução: O trabalho aparece na Bíblia como uma ordenança do próprio Deus que chama os homens à mordomia do trabalho. Isso quer dizer que um dos propósitos de Deus para a raça humana é que as pessoas trabalhem.

Muitos cristãos, no entendo, possuem uma visão distorcida acerca do trabalho que não tem qualquer fundamentação bíblica, e, consequentemente, despreza a boa mordomia do trabalho. Eles enxergam as atividades profissionais apenas através de seu aspecto que revela os efeitos do pecado na humanidade. Sim, é verdade que o trabalho foi afetado pela Queda do Homem, mas há muito mais sobre o trabalho na Bíblia além dessa verdade.

I – O TRABALHO DE DEUS NA BÍBLIA

1. O trabalho de Deus na criação do Universo

1.1. Deus criou o Universo e os seres vivos (Êx 20.11; Ne 9.6)

1.2. Infelizmente, uma teoria falsa admite que o Universo surgiu de uma explosão (Big-Bang), e, por acaso, tudo se organizou no Cosmos.

(a) O orgulho faz com que o ímpio não veja a realidade (Sl 10.4; cf 14.1; 53.1)

2. O trabalho de Deus na criação do homem.

2.1. O Pai trabalhou na criação (Gn 2.7)

2.2. O Filho trabalhou na criação (Cl 1.16)

2.3. O Espírito Santo trabalhou na criação (Jó 33.4)

3. Deus continua a trabalhar

3.1. Deus continua trabalhando, nunca parou (Jo 5.17)

3.2. Deus continua trabalhando em prol da sua criação (Sl 24.1; 65.9,10; 104.30; Is 64.4).

II – A BÍBLIA E A MORDOMIA DO TRABALHO

1. O homem foi criado para o trabalho.

1.1. O trabalho faz parte da vida do homem (Gn 2.5)

1.2. No plano divino, o homem foi feito para trabalhar (Gn 2.8,15)

III-Princípios bíblicos para a mordomia do trabalho

Podemos destacar três princípios bíblicos fundamentais sobre a boa mordomia do trabalho:

1. Deus ordenou o trabalho

Em primeiro lugar, o trabalho é uma ordenança divina. De forma muita clara a Palavra de Deus chama o homem à mordomia do trabalho. O apóstolo Paulo, por exemplo, escreve que os crentes devem trabalhar e fazer algo de útil com as mãos; para que tenha o que repartir com quem está atravessando um período de necessidade (Efésios 4:28).

Então biblicamente podemos dizer que o trabalho honesto é uma bênção, não uma maldição. O trabalho pode ter sido afetado pelo pecado, mas não teve origem no pecado. Aqui também é importante afirmar que assim como o trabalho é uma ordenança de Deus, o descanso também o é (cf. Êxodo 20:9-11).

2. A Bíblia reprova o preguiçoso que não quer trabalhar

Em segundo lugar, não querer trabalhar é um erro muito grave. Na igreja em Tessalônica algumas pessoas começaram a enxergar o trabalho como algo desnecessário. Em linhas gerais, eles acreditavam que a vinda de Cristo estava próxima e por isso deviam deixar de trabalhar. Como resultado, essas pessoas passaram a viver à custa dos outros. Inclusive, os desocupados ainda tinham tempo para de intrometerem na vida particular dos demais.

Paulo repreendeu severamente esse tipo de comportamento. Ele disse que os crentes deveriam se afastar daqueles que viviam sem trabalhar, e seguir o seu bom exemplo de trabalhar constantemente com esforço e fadiga, a fim de não ser pesado a ninguém. Além disso, ele ainda explicou que se alguém não quiser trabalhar, então que também não coma. Mas o crente deve trabalhar em paz e se alimentar do seu próprio pão (2 Tessalonicenses 3:6-10).

3. A mordomia do trabalho é um ministério

Em terceiro lugar, a mordomia do trabalho à luz da Bíblia é um tipo de ministério. Isso quer dizer que devemos glorificar a Deus através do nosso trabalho. Sobre isso, a Bíblia diz que temos que desempenhar nosso trabalho de boa vontade, com sinceridade de coração, como se tivéssemos servindo ao Senhor, e não a homens.

Então através do nosso trabalho devemos revelar que somos servos do Senhor e estamos comprometidos com a vontade de Deus (Efésios 5:5-7). Isso quer dizer que enquanto trabalhamos, estamos servindo ao próprio Senhor; e Ele é quem nos recompensará por todo bem que fizermos (Colossenses 3:22-24).

Essa verdade também no leva a concluir que o trabalho diz muito sobre o trabalhador. Podemos usar como exemplo o próprio trabalho de Deus na criação. No que diz respeito à revelação geral de Deus à humanidade, a Bíblia diz que a obra da criação revela os atributos de Deus (Salmo 19). O mundo criado testifica a existência de Deus, pois revela que há um Criador. Isso torna todas as pessoas indesculpáveis, porque ninguém pode alegar que não sabia da existência de Deus (Romanos 1).

Aplicando esse princípio à mordomia do trabalho humano, as pessoas devem saber que a qualidade do seu trabalho diz muito sobre quem elas são. Por isso o trabalho deve ser visto pelos crentes como um dom de Deus e uma oportunidade de revelar ao mundo seu caráter cristão. Inclusive, é um erro enxergar qualquer divisão entre secular e sagrado nesse sentido.

CONCLUSÃO

Como os reformadores fizeram questão de enfatizar, o trabalho digno é um ministério através do qual o cristão serve ao Senhor. Por exemplo: independentemente de sua profissão, o crente serve e honra a Deus através do seu trabalho da mesma forma que um missionário serve e honra a Deus através de seu envolvimento em tempo integral na pregação do Evangelho. Cada um recebeu uma vocação do Senhor. Então ele deve glorificar a Deus através da mordomia de seu trabalho e consagrar ao Senhor todas as suas atividades (Provérbios 16:3).



O conteúdo e as opiniões expressas são de inteira responsabilidade de seu autor.

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria
Cadastro Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.
Facebook Twitter Siga-nos nas Redes Sociais