19 de abril de 2019
Siga-nos nas redes sociais Facebook Twitter Instagram

AD Alagoas / Lições Bíblicas

23/02/2019

LIÇÃO 8 - NOSSA LUTA NÃO É CONTRA CARNE E SANGUE

Comentário da Lição Bíblica para o fim de semana com Pr. Jairo Teixeira Rodrigues


Texto: Efésios 6.10-12

Introdução: Uma das coisas que o Inimigo tem feito nestes últimos dias, por meio de uma perspectiva materialista de vida, é tirar de alguns crentes a perspectiva espiritual. Não podemos perder o senso espiritual esposado pelo apóstolo Paulo em uma de suas cartas em que ele afirma que a nossa luta não é contra o ser humano, mas contra principados e potestades. Há sim um mundo espiritual por trás do material. Isso não é uma concepção platônica; mas bíblica, ensinada pelo nosso Senhor, proclamada pelos apóstolos e confirmada pelo ESPÍRITO SANTO. Aproveite essa oportunidade para, por meio da presente lição, deixar claro à classe sobre a importância de conhecermos as astutas ciladas do nosso Inimigo. Este ainda continua a fazer estragos na vida de pessoas. Por trás das aparências, há uma batalha espiritual Invisível contra a Igreja. "A armadura completa indica armas de defesa e armas de ataque, uma figura bem conhecida na época". O apóstolo começa apresentando a luta interna do cristão: “porque não temos que lutar contra carne e sangue” (v.12a). Ao final da epístola aos Efésios, Paulo exorta aos crentes “fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder”. Somos dependentes do poder de DEUS e de sua armadura espiritual para debelar a estratégia do Diabo. Não pelejamos contra “Carne e Sangue”, mas contra os principados e potestades, os dominadores deste mundo tenebroso.

I - A ARMADURA DE DEUS

- 'No demais...(v.10a)

- Aqui ele introduz a conclusão de tudo que escreveu na epístola

. Da mesma maneira fez em outras epístolas (2Co 13.11; 1Ts 4.1; 2Ts 3.1)

- Esta expressão também é traduzida como:

. ‘Quanto ao mais’ (Nova Almeida Atualizada)

. ‘Finalmente’ (Tradução Brasileira)

- Não devemos perder de vista que o termo paulino significa ‘desde agora’

. A ideia é que daqui para frente o reino das trevas será contínuo até a vinda de Cristo (Tg 4.7)

- 'Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder' (v.10b)

- Isto mostra que devemos ter a completa dependência do Senhor Jesus

. Sem Jesus nada podemos fazer (Jo 15.5)

- Isto mostra a magnitude do poder de Jesus (Mt 28.18)

- Isto mostra a atuação da Trindade (Ef 3.16)

- Não pode haver vitória sem a ajuda divina (1Sm 17.45)

- O emprego da figura de linguagem

- O que são figuras de linguagem

. São recursos linguísticos que embelezam a frase.

- Anáfora: consiste na repetição de uma mesma palavra no começo de frases para enfatizar a afirmação

. Exemplo: Ef 6.12 (repare a palavra ‘contra’)

-No Verso 6.13, Paulo repete a exortação previamente enunciada em 6.11 (‘Portanto, tomai toda a armadura de DEUS’) – desta vez, em vista de 6.12, isto é, das hostes de Satanás que estão envolvidas na guerra espiritual. Uma palavra diferente para ‘vestir’ (analabete) foi usada aqui, embora em 6.11 tenha sido utilizado o termo endysasthe (significando ‘estar vestido com’). Analabete significa ‘tomar’ de modo resoluto para que, mesmo debaixo do ataque mais rigoroso, o crente possa lutar e vencer.

II – VENCER NA DEPENDÊNCIA DE DEUS

1. Somente pelo poder de Deus

1.1. Os demônios são reais e destruidores (Mc 1.23-26; 3.11)

1.2. Os humanos não podem desafiá-los com suas próprias forças (At 19.13-16)

2. O revestimento da completa armadura de Deus (v. 11a)

2.1. Revestir: vestir novamente

. Exemplo: Gideão (Jz 6.34)

2.2. ‘Toda armadura de Deus’: significa que devemos usar todos os recursos espirituais que Deus nos dá. (2Co 10.4)

2.3. A armadura completa indica armas de defesa e armas de ataque

III. COMO O DIABO ATACA: (v.11b)

3.1. ‘astutas ciladas’: esperteza, artimanha, armadilha. (2Tm 4.17)

. Temos todos os recursos para entendermos essas armadilhas (2Co 2.11)

3.2. JESUS disse que era odiado sem motivo. Os verdadeiros filhos de DEUS são revestidos de luz, de poder e do ESPÍRITO SANTO, enviado lá do trono eterno de DEUS. O mundo não nos conhece porque não conheceu a Ele, de modo que o Diabo reúne todas as suas forças para batalhar contra JESUS e os seus santos. Porém é maior aquEle que está em nós que tudo o que está contra nós. O Senhor batalhará por nós, ainda que para isso Ele precise enviar todos os exércitos do céu. Quando o profeta Eliseu estava cercado pelos inimigos do Senhor, o servo dele foi tomado de pavor, porque tinha certeza de que eles seriam aniquilados. Ele levantou os olhos a DEUS e disse: ‘Peço-te que lhe abras os olhos, para que veja’. Os olhos dele foram abertos, e ele olhou em volta e viu os exércitos do Senhor com cavalos e carros de fogo. DEUS enviara toda a artilharia do céu para proteger apenas um profeta e o servo deste. DEUS fará o mesmo por nós, se clamarmos a Ele” (ETTER, Maria Woodworth. Devocional.) O conhecimento da força do Maligno é uma poderosa arma tanto para o ataque como para a defesa.

IV - COMO VENCER ESSA BATALHA ESPIRITUAL

4.1 Revestir-se de toda a armadura de Deus. Reiterando a necessidade do cristão estar preparado para a batalha espiritual e vencê-la, Paulo exorta a que nos revistamos das armas pertencentes a Deus: “Revesti-vos de toda a armadura de Deus […]” (Ef 6.11), notemos que este ato implica na responsabilidade humana: “A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz” (Rm 13.12).

4.2 Viver em constante vigilância. Uma recomendação não menos importante é que o cristão deve ficar firme: “[…] para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo” (Ef 6.11), do grego “histemi”, que significa: “ficar de pé, manter-se no lugar, continuar seguro, continuar pronto ou preparado”, isso indica estar de olhos abertos, atento, de prontidão para o combate visto o perigo a volta e sagacidade do inimigo (1Pd 5.8,9). Devido à insistência do adversário bem como a intensificação dos seus ataques (Mt 4.1-11; Lc 4.13), é possível ao cristão sentir o desgaste e se tornar propenso a esmorecer e ceder às pressões durante o combate (Mc 6.48), por essa razão o apóstolo alertou sobre a necessidade de em Deus buscarmos a capacidade de resistir: “[…] para que possais resistir no dia mau […]” (Ef 6.13), o termo mau “poneros” traz a ideia de: “um momento cheio de labores, aborrecimentos, fadigas”, são momentos como esses em que o crente deve buscar ainda mais a graça de Deus para vencer (2Co 12.9).

4.3 Agir com prudência e perseverando em oração. A luta contra o diabo e seus demônios é uma realidade cotidiana, e nessa batalha não há cessar fogo, de modo que a recomendação apostólica para nós é que: “[…] depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis” (Ef 6.13 – ARA), depois das vitórias alcançadas não devemos abaixar as armas, visto que não há momento mais vulnerável na vida de um cristão quando depois de uma grande conquista. Uma forma de evitar essa vulnerabilidade é o crente se fortalecer através da oração (Ef 6.18; Rm 12.12), de modo que não podemos vencer essa guerra com nossa própria capacidade.

CONCLUSÃO: O universo é um campo de batalha e nisso não precisamos enfrentar apenas o ataque de outras pessoas, mas também as forças espirituais que se opõem a Deus e ao seu povo. Fica claro, a luz da Bíblia, que essa luta não é contra pessoas, e sim contra as hostes espirituais da maldade. Portanto fortalecidos em Deus venceremos essa guerra em nome de Jesus.



O conteúdo e as opiniões expressas são de inteira responsabilidade de seu autor.

Rádio Online

Ouça

Cadastro

Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.

Correspondente

Interaja com o Portal AD Alagoas e envie sugestões de matérias, tire suas dúvidas, e faça parte do nosso conteúdo.

participe »
Lições Bíblicas
Estudos Bíblicos
Correspondente - Enviar Matéria
Cadastro Cadastre-se e receba as últimas novidades do Portal AD Alagoas.
Facebook Twitter Siga-nos nas Redes Sociais